sicnot

Perfil

Operação Marquês

José Sócrates admite que pode ser condenado

José Sócrates admite que pode ser condenado

José Sócrates acusa o Ministério Público de terrorismo de Estado, de fazer caça ao homem e de estar a trabalhar numa tese patética e absurda. A SIC teve acesso à carta enviada ao socialista António Campos. Sócrates fala pela primeira vez da detenção do administrador do Grupo Lena. O que acabámos de ver é apenas um excerto desta longa carta escrita por José Sócrates. A versão completa está disponível na SIC online.

  • Sócrates acusa Passos Coelho de perseguição política
    3:19

    País

    José Sócrates acusa o primeiro-ministro de cobardia e perseguição política, e diz que Passos está próximo da "miséria moral". Numa carta enviada ao Diário de Notícias, TSF e JN, Sócrates responde ao discurso de Passos sobre a dívida à Segurança Social. António Costa continua a preferir o silêncio.

  • Carta de Sócrates sobre detenção de administrador do Grupo Lena

    Operação Marquês

    José Sócrates comentou pela primeira vez a detenção de mais um arguido na Operação Marquês, o administrador do Grupo Lena e alegado corruptor do antigo-primeiro-ministro.  Numa carta a que a SIC teve acesso, Sócrates diz que o Ministério Público está a trabalhar numa teoria "delirante e absurda" e volta a falar de perseguição política.O teor da carta de Sócrates vai ser divulgado em exclusivo no Jornal da Noite da SIC. Poderá ser lida na íntegra no site.

  • José Sócrates admite que pode ser condenado

    Operação Marquês

    José Sócrates acusa o Ministério Público de terrorismo de Estado, de fazer caça ao homem e de estar a trabalhar numa tese patética e absurda que classifica como folhetim de mau gosto. Numa carta enviada ao socialista António Campos, a que a SIC teve acesso, o ex-primeiro-ministro fala pela primeira vez da detenção do administrador do Grupo Lena. Na longa missiva, o antigo governante assegura que o processo ainda não lhe tirou a alegria mas admite já a hipótese de vir a ser condenado. A seguir pode ler a versão completa dessa carta.

  • Ex-diretor do Fisco desmente Núncio sobre transferências para offshores

    Economia

    O ex-diretor geral da Autoridade Tributária, José de Azevedo Pereira, acusou esta sexta-feira o ex-secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Paulo Núncio, de não ter autorizado a divulgação das polémicas transferências para paraísos fiscais, isto depois do antigo governante ter dito que a decisão pela não publicação tinha sido da responsabilidade do Fisco.

  • Ferro Rodrigues desvaloriza críticas do CDS
    3:24

    Caso CGD

    Marcelo Rebelo de Sousa fez questão de receber em público Ferro Rodrigues antes de um almoço com o presidente da Assembleia da República. O Presidente também recebeu a representante do CDS-PP, Assunção Cristas, que foi apresentar queixa de Ferro Rodrigues e da maioria de esqueda em relação à comissão de inquérito da Caixa Geral de Depósitos. Ferro Rodrigues desvalorizou as críticas.

  • Luaty Beirão agredido em manifestação em Luanda
    1:27

    Mundo

    Luanda tem sido palco de várias manifestações contra a forma como está a decorrer o processo eleitoral em Angola. Esta sexta-feira, uma dessas manifestações acabou em confrontos com as autoridades. Entre os manifestantes estava o ativista Luaty Beirão.

  • Regime de Pyongyang nega envolvimento na morte de Kim Jong-nam 
    1:53

    Mundo

    A polícia da Malásia diz que o irmão do líder da Coreia do Norte foi morto com uma arma química. Os investigadores encontraram vestígios de gás VX no corpo de Kim Jong-nam, um gás letal proibido pelas convenções internacionais. O Governo da Coreia do Sul pediu esta sexta-feira ao regime de Pyongyang que admita que está por detrás da morte de Kim Jong-nam mas o mesmo já veio negar o envolvimento no assassinato.