sicnot

Perfil

Operação Marquês

Operação Marquês

Operação Marquês

Sócrates diz estar a ser "vítima" de uma "monstruosa injustiça"

José Sócrates diz que foi detido e continua preso apenas para impedir o PS de ganhar as próximas eleições legislativas. Numa entrevista conjunta à TSF e ao jornal Diário de Notícias, o antigo primeiro-ministro insiste que é por motivos políticos que está a ser "vítima" de uma "monstruosa injustiça".

Sócrates acusa o Ministério Público de não ser capaz de apresentar provas nem factos que sustentem a acusação e diz que, ao fim de seis meses da prisão preventiva, em que foi alvo de uma "violenta campanha de difamação, abuso, mentiras e caça ao homem", o procurador não tem provas e acrescenta aliás que nem as terá daqui a mais seis meses. (Arquivo)

Sócrates acusa o Ministério Público de não ser capaz de apresentar provas nem factos que sustentem a acusação e diz que, ao fim de seis meses da prisão preventiva, em que foi alvo de uma "violenta campanha de difamação, abuso, mentiras e caça ao homem", o procurador não tem provas e acrescenta aliás que nem as terá daqui a mais seis meses. (Arquivo)

Francisco Seco / AP

Sócrates acusa o Ministério Público de não ser capaz de apresentar provas nem factos que sustentem a acusação e diz que, ao fim de seis meses da prisão preventiva, em que foi alvo de uma "violenta campanha de difamação, abuso, mentiras e caça ao homem", o procurador não tem provas e acrescenta aliás que nem as terá daqui a mais seis meses.

O antigo primeiro-ministro considera que a Justiça está envolvida numa suspeita de instrumentalização política, mas é muito claro ao afirmar que, em período pré-eleitoral, não vai ter qualquer palavra que possa prejudicar a liderança do PS.
  • "O bom senso obriga a acordo para a estabilização do sistema financeiro"
    2:06

    Economia

    O Presidente da República disse esta quarta-feira que "o bom senso obriga a que todos estejam de acordo para a estabilização do sistema financeiro". Num aparente recado a Passos Coelho, Marcelo apelou a um consenso de regime e avisou que "não há prazer tático que justifique o desgaste" provocado pelas divisões atuais.

  • Uma alternativa aos serviços de enfermagem ao domicílio
    7:34
  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.

  • Primeiro-ministro em lágrimas ao reencontrar refugiado que recebeu no Canadá em 2015

    Mundo

    Justin Trudeau desfez-se em lágrimas no reencontro com um refugiado sírio, que ele recebeu no Canadá em 2015. No ano passado, Trudeau recebeu pessoalmente os refugiados no aeroporto, onde foi visto a entregar casacos de inverno aos migrantes. Esta segunda-feira, o primeiro-ministro conheceu algumas das famílias que se estabeleceram no país, numa reunião filmada pela emissora canadiana CBC.