sicnot

Perfil

Operação Marquês

"Se querem acusar, acusem"

ENTREVISTA NA ÍNTEGRA

"Se querem acusar, acusem"

Um dos advogados de defesa de José Sócrates, Pedro Delille, considera que o processo em que o ex-primeiro-ministro é arguido devia ser arquivado. Em entrevista À SIC Notícias, Delille defendeu a libertação imediata de Sócrates num caso que considera "inédito", por "se prender alguém sem se apresentar o facto de que é suspeito".

  • "Não conseguiram até agora inventar nada suficientemente sólido"
    10:54

    Operação Marquês

    O advogado de José Sócrates garante não há quaisquer factos de crime que o ex-primeiro-ministro possa ter cometido. Em entrevista no Jornal da Noite da SIC, João Araújo reiterou que a mudança da medida de coação "significa que o Ministério Público entende ser necessário começar a libertar José Sócrates", porque "não conseguiram até agora inventar nada suficientemente sólido". Sobre o que irá em breve dizer o próprio José Sócrates, João Araújo adianta "que certamente quererá falar da violência cometida sobre ele". Veja aqui a entrevista na íntegra.

  • Advogados de Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático
    2:13

    Operação Marquês

    Os advogados de José Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático e garantem que o antigo primeiro-ministro nunca favoreceu Ricardo Salgado ou o Grupo Espirito Santo. Segundo o Expresso, o presidente da Escom, Helder Bataglia, terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, alegadamente para o amigo José Sócrates.

  • Marcelo diz que é hora de valorizar o poder local
    0:40

    País

    O Presidente da República diz que este é o momento para valorizar o poder local. Sobre a descida da Taxa Social Única, Marcelo Rebelo de Sousa recusou comentar e negou que haja crispação politica entre Governo e oposição.

  • Marine Le Pen diz que Brexit terá efeito dominó na UE
    0:39

    Brexit

    Marine Le Pen diz que o Brexit vai ter um efeito dominó na União Europeia. Durante um congresso da extrema-direita, a líder da Frente Nacional francesa afirmou que a Europa vai despertar este ano em que estão marcadas eleições em vários países, como a Alemanha e a Holanda.