sicnot

Perfil

Operação Marquês

Operação Marquês

Operação Marquês

Diretor do DCIAP dá mais três meses para prazo previsível de despacho final da Operação Marquês

O diretor do Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) deu mais três meses aos responsáveis da investigação da 'Operação Marquês' para que indiquem a data previsível do despecho final do inquérito, informou hoje a Procuradoria-Geral da República (PGR).

(Arquivo)

(Arquivo)

© Hugo Correia / Reuters

Em comunicado, a PGR refere que o diretor do DCIAP solicitou, em novembro, ao magistrado titular da 'Operação Marquês' um relatório detalhado sobre a situação dos autos, designadamente sobre as diligências realizadas e a realizar.

Esse relatório foi apresentado na semana passada, após o que o diretor do DCIAP determinou "que lhe seja entregue, nos próximos três meses, um novo memorando no qual seja indicado o prazo previsível para a emissão de despacho final no referido inquérito", lê-se na nota.

Na mesma nota, a PGR acrescenta que o inquérito da Operação Marquês, conforme foi reconhecido pelo Tribunal da Relação de Lisboa e pelo Tribunal Constitucional, é de "excecional complexidade, havendo necessidade de relacionar toda a documentação apreendida -- contabilidade, documentação, escutas telefónicas, contas bancárias --, só assim sendo possível o Ministério Público cumprir a missão que a lei lhe atribui - realizar as diligências que visam investigar a existência de um crime, determinar os seus agentes e a respectiva responsabilidade e recolher as provas, em ordem à decisão final".

Ao abrigo da Operação Marquês foram constituídos doze arguidos, que são investigados pelos crimes de corrupção, fraude fiscal e branqueamento de capitais.

Segundo a PGR, o inquérito reúne uma "extensa e complexa prova documental e digital" composta por "cerca de 1.900 documentos em suporte de papel e mais de cinco milhões de ficheiros informáticos". Reúne ainda "quase 200 apensos bancários anexos ao inquérito, a que correspondem mais de 130.000 registos bancários".

Na nota, a PGR acrescenta tratar-se de uma investigação com cooperação internacional e que a informação financeira mais relevante enviada pelas autoridades suíças obrigou à "necessidade de obtenção de suportes complementares, que implicam igualmente o recurso a mecanismos de cooperação internacional".

A PRG acrescenta ainda que o diretor do DCIAP "continuará a acompanhar a evolução da investigação através da realização de reuniões regulares com a equipa afeta ao inquérito".

Na nota, este órgão de cúpula do Ministério Público lembra que a equipa de investigação da Operação Marquês viu os seus meios serem reforçados e que neste momento se encontram afetos à investigação 16 inspetores das Autoridade Tributária.

Lusa

  • Encontrado corpo da criança que desapareceu na praia de São Torpes
    0:55

    País

    O corpo da criança que tinha desaparecido na praia São Torpes, concelho de Sines, foi encontrado esta manhã fora de água, nas rochas, a 1,5 quilómetros do sítio onde tinha desaparecido, no passado dia 21. O alerta foi dado por um popular à Polícia Marítima, cerca das 8h00.

  • Não há aumentos salariais no Estado para o ano
    1:18

    Economia

    O ministro das Finanças confirma a alteração dos escalões de IRS em 2018. É uma das medidas prioritárias para o próximo ano, a par do descongelamento das carreiras na função pública. Numa entrevista à Antena 1, Mário Centeno admite que não vai haver aumentos salariais no Estado no próximo ano

  • Obrigada a vir dos EUA, de 3 em 3 semanas, para ver o filho
    2:00
  • Marcelo diz que Europa não deve contar com benevolência dos aliados 
    1:19

    País

    O Presidente da República concorda com Angela Merkel, que este domingo defendeu que a Europa já não pode confiar a 100% nos países aliados. Numa conferência sobre o futuro da Europa, Marcelo Rebelo de Sousa defendeu que a União Europeia tem de assumir responsabilidades e protagonismo e não pode contar com a iniciativa e a benevolência dos aliados.

  • Merkel sugere que a Europa já não pode contar com aliados como os EUA
    1:45

    Mundo

    Depois das cimeiras do G7 e da NATO,e sem nunca mencionar Donald Trump, a chanceler alemã diz que é tempo de cada país tomar conta do próprio destino. As declarações de Angela Merkel foram feitas em Munique numa ação de campanha da CDU e evidenciam incómodo em relação às posições manifestadas pelos EUA.

  • Bombeiro alvejado durante assalto em Buenos Aires
    1:07

    Mundo

    A polícia argentina está a investigar o assalto e a agressão a tiro a um bombeiro em Buenos Aires. O homem de 30 anos foi atacado por três jovens, o momento foi captado pelas câmaras de videovigilância. As imagens mostram o exato momento em que o bombeiro foi atacado pelo grupo, perto de um quiosque de alimentação automático. De acordo com as informações disponíveis, a vítima terá sido alvejada seis vezes.