sicnot

Perfil

Operação Marquês

Investigação que envolve Sócrates ainda longe do fim

Investigação que envolve Sócrates ainda longe do fim

A investigação do caso que envolve José Sócrates continua longe do fim. O procurador responsável pelo caso tem quase até ao final de março para dizer quando é que pensa ter pronto o despacho final.

  • José Sócrates terá favorecido o Grupo Espírito Santo
    2:20

    Operação Marquês

    O Ministério Público suspeita que José Sócrates recebeu luvas do Grupo Espírito Santo. Os pagamentos terão sido feitos a troco de decisões políticas que favoreceram negócios do império de Ricardo Salgado. Em causa poderá estar, por exemplo, o chumbo indireto da OPA da Sonae à Portugal Telecom, em 2006. Contactado pela SIC, Sócrates negou ter alguma vez favorecido o Grupo Espírito Santo e garantiu que nunca foi confrontado com essa suspeita. O ex-primeiro-ministro reafirma que não indicou qualquer sentido de voto à Caixa Geral e sublinha que a única vez que usou a goldenshare foi para travar a venda da Vivo, contra a vontade do Grupo Espírito Santo. Conntactada pela SIC, a assessoria de imprensa de Ricardo Salgado registou o pedido de reação, mas ainda não teve tempo útil para enviar qualquer comentário.

  • Sócrates nega favorecimento ao Grupo Espírito Santo
    2:19

    Operação Marquês

    O Ministério Público suspeita que José Sócrates recebeu luvas do Grupo Espírito Santo. Os pagamentos terão sido feitos a troco de decisões políticas que favoreceram negócios do grupo. Em causa poderá estar, por exemplo, o chumbo indireto da OPA da Sonae à Portugal Telecom, em 2006. Contactado pela SIC, Sócrates negou alguma vez ter favorecido o Grupo Espírito Santo e garantiu que nunca foi confrontado com essa suspeita. O ex-primeiro-ministro reafirma que não indicou qualquer sentido de voto à Caixa Geral e sublinha que a única vez que usou a goldenshare foi para travar a venda da Vivo, contra a vontade do Grupo Espírito Santo. Em comunicado, os advogados do antigo banqueiro vêm dizer que a notícia sobre um alegado favorecimento do GES, por intervenção do Ricardo Salgado, junto de entidades políticas, é absolutamente falsa.

  • Um pedido de desculpas aos portugueses e um ultimato ao Governo
    3:21
  • Vouzela tenta regressar à normalidade, 8 pessoas morreram no concelho
    2:28

    País

    No concelho de Vouzela, a população começa a voltar à normalidade. Aos poucos a luz e a água estão a voltar e as pessoas começam a ganhar forças para reconstruir aquilo que lhes foi tirado pelos fogos. No entanto, as feridas demoram a sarar e não será fácil esquecer que 80 a 90 por cento deste concelho foi destruído pelos incêndios e oito pessoas morreram.

  • Material de guerra de Tancos encontrado, faltam munições
    1:40
  • "Se os bombeiros não chegam, os vizinhos vão ficar sem casa"
    1:03
  • Madrid admite suspender autonomia da Catalunha
    1:51
  • Alemanha já tem uma versão de Donald Trump... em cera
    1:08