sicnot

Perfil

Operação Marquês

Operação Marquês

Operação Marquês

Divulgação áudio de interrogatório a Sócrates enviada para investigação

A Procuradoria-Geral da República anunciou hoje que recolheu elementos sobre a divulgação áudio de excertos do interrogatório do ex-primeiro-ministro José Sócrates, no processo Operação Marquês, e enviou-os ao Departamento de Investigação e Ação Penal, para investigação.

São 12 os arguidos da Operação Marquês. Um deles, o antigo primeiro-ministro José Sócrates, esteve preso preventivamente em Évora durante 9 meses.

São 12 os arguidos da Operação Marquês. Um deles, o antigo primeiro-ministro José Sócrates, esteve preso preventivamente em Évora durante 9 meses.

Pedro Nunes / Lusa

"A Procuradoria-Geral da República procedeu à recolha de elementos relacionados com essa situação e decidiu enviá-los ao DIAP de Lisboa, para efeitos de investigação", respondeu à agência Lusa o gabinete de imprensa da Procuradoria, a propósito da violação do segredo de justiça relacionada com a divulgação áudio de excertos do interrogatório a José Sócrates e de escutas efetuadas no decurso da Operação Marquês.

A transcrição e a difusão dos registos áudio do interrogatório de Sócrates e das escutas realizadas na Operação Marquês foi feito pelo jornal Correio da Manhã e pela CMTV, depois de o Tribunal da Relação de Lisboa ter anulado uma providência cautelar, na semana passada, que impedia aquele grupo de divulgar notícias sobre o processo em que o antigo líder do PS está indiciado da prática dos crimes de fraude fiscal qualificada, branqueamento de capitais e corrupção passiva para ato ilícito.

Lusa

  • Braga perde com Shakhtar e fica fora dos 16 avos de final da Liga Europa
    3:16
  • "Quem não deve não teme"

    Football Leaks

    O futebolista português Cristiano Ronaldo, questionado sobre a sua alegada fuga ao fisco veiculada pela investigação "Football Leaks", disse que "quem não deve não teme", numa reação difundida esta quinta-feira pela rádio espanhola Onda Cero.

  • Cerca de 150 civis doentes retirados de Alepo

    Mundo

    Cerca de 150 civis, a maioria doentes ou deficientes, foram retirados na noite de quarta-feira para quinta-feira de um centro de saúde de Aleppo, na parte mais antiga da cidade tomada pelo exército sírio, anunciou a Cruz Vermelha internacional.

  • Dissolução da União Soviética aconteceu há 25 anos

    Mundo

    Assinalam-se esta quinta-feira 25 anos desde o fim do acordo que sustentava a União Soviética. A crise começou em 80, mas aprofundou-se nos anos 90 com a ascensão de movimentos nacionalistas em praticamente todas as repúblicas soviéticas.