sicnot

Perfil

Operação Marquês

Operação Marquês

Operação Marquês

Mais cinco meses para concluir acusação a Sócrates

O diretor do Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP), Amadeu Guerra, fixou a data de 15 de setembro como o prazo limite para a conclusão do inquérito da Operação Marquês, em que é arguido José Sócrates.

(Arquivo)

(Arquivo)

Pedro Nunes / Lusa

Em comunicado, a Procuradoria Geral da República anunciou hoje que "diretor do DCIAP, que tem mantido reuniões regulares com os magistrados e com o Órgão de Polícia Criminal afetos ao inquérito para se inteirar e acompanhar o desenvolvimento das investigações em curso, decidiu fixar o dia 15 de setembro de 2016 como prazo limite necessário para concluir o presente inquérito".

A nota indica também que "além da vasta prova a analisar e relacionar, estão ainda em curso, neste momento, diligências de cooperação judiciária internacional (3 cartas rogatórias)". Há um mês, que o Ministério Público enviou cartas rogatórias para o Reino Unido e para Angola.

A defesa de Jose Sócrates não se cansa de pedir o arquivamento do inquérito que já vai a caminho dos três anos.

Última atualização às 17:34

  • Passos nega que resultado das autárquicas ponham em causa liderança do PSD
    7:46
  • PS e PSD trocam acusações sobre Tancos
    1:18
  • Homens vítimas de violência doméstica
    31:17
  • Marcelo mergulha na baía de Luanda
    0:45
  • Marcelo garante que relações com Angola "estão vivas"
    1:50

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa sublinhou esta segunda-feira as boas relações entre Portugal e Angola. À chegada a Luanda para a posse do novo Presidente angolano João Lourenço, o chefe de Estado português aproveitou para tomar um banho de mar.

  • Défice chegou aos 2.034 milhões em agosto
    1:51

    Economia

    O défice do Estado caiu 1.900 milhões de euros até agosto, em comparação com o ano passado. A recuperação da economia ajudou a baixar o défice, com mais receitas e impostos acima do esperado. Já a despesa pública ficou praticamente inalterada e os pagamentos do Estado em atraso subiram.

  • Morreu a egípcia que chegou a pesar 500 quilos

    Mundo

    A egípcia Eman Ahmed Abd El Aty, de 37 anos, que chegou a pesar 500 quilos, morreu num hospital de Abu Dabi, nos Emirados Árabes Unidos, devido a complicações cardíacas na sequência do seu excesso de peso.