sicnot

Perfil

Operação Marquês

Dinheiro do caso Sócrates terá passado pela Espírito Santo Enterprises

Dinheiro do caso Sócrates terá passado pela Espírito Santo Enterprises

Helder Bataglia, o empresário luso-angolano arguido no processo que investiga José Socrates, admitiu ao Expresso que o dinheiro que transferiu para Joaquim Barroca teve origem numa offshore do Grupo Espírito Santo liderado por Ricardo Salgado. As declarações do empresário podem ser essenciais para confirmar a tese do Ministério Público que acredita que os 12 milhões de euros transferidos por Bataglia eram luvas e tinham como destino José Socrates.

  • Offshore do Espírito Santo no Panama Papers com ligações ao caso Sócrates
    1:59

    Panama Papers

    A investigação "Panana Papers" mostra o envolvimento de uma offshore do Grupo Espírito Santo com a Operação Marquês. Helder Bataglia, o empresário luso-angolano arguido no processo, admite ao Expresso que o dinheiro que transferiu para pagar comissões teve origem numa offshore do grupo então liderado por Ricardo Salgado. O Ministério Público acredita que pelo menos 12 milhões de euros pertencerão a José Sócrates. A defesa do ex-primeiro-ministro nega.