sicnot

Perfil

Operação Marquês

Diretor do DCIAP não garante que Operação Marquês esteja fechada em setembro

Notícia SIC

Diretor do DCIAP não garante que Operação Marquês esteja fechada em setembro

O diretor do Departamento Central de Investigação e Ação Penal, Amadeu Guerra, assume que a Operação Marquês, com José Sócrates no centro das atenções, é uma prova de fogo, mas já não garante que o processo esteja terminado a 15 de setembro, como tinha fixado.

Em entrevista exclusiva à SIC, Amadeu Guerra diz que quem investiga a corrupção teria a vida facilitada se em Portugal existisse a "delação premiada", como acontece no Brasil e no escândalo Lava Jato.

  • "Mantiveram-no preso durante quase um ano sem provas"
    1:35

    Operação Marquês

    O advogado João Araújo diz que nunca acreditou que José Sócrates fosse julgado. Adianta ainda que desde o primeiro dia que teve contacto com o processo "Operação Marquês" percebeu que o Ministério Público não tinha indícios sólidos que permitissem prender o ex-primeiro ministro. "Prenderam o senhor engenheiro José Sócrates, mantiveram-no preso durante quase um ano sem qualquer indício, sem provas, sem factos, insistiu.

  • Os investigadores dos grandes processos
    10:09

    Reportagem Especial

    O Ministério Público está a investigar as suspeitas de terrorismo e a ameaça do Daesh em Portugal. Há vários processos em curso no departamento que investiga a criminalidade mais violenta, mas também os grandes casos de corrupção, como os que envolvem José Sócrates e Ricardo Salgado. Fomos conhecer os êxitos e os entraves das investigações mais mediáticas.

  • Presidente da IPSS "O Sonho" garante que vai demitir-se
    0:57

    País

    A PJ de Setúbal fez esta sexta-feira buscas em três instituições de solidariedade social e em casas particulares ligadas à IPSS "O Sonho", por suspeitas de peculato de uso, fraude na obtenção de subsídios e falsificação de documentos. O presidente da associação nega as suspeitas e diz que está de "consciência tranquila". Florival Cardoso, que é o principal visado na investigação, fala sobre uma "caça às bruxas" e garante que vai demitir-se, porque considera que está a ser cometida uma "enorme injustiça".

  • "Situação humanitária dos civis em Ghouta é aterradora"
    0:49

    Mundo

    O enviado especial da ONU para a Síria lançou esta sexta-feira um novo apelo a um cessar-fogo. O responsável está particularmente preocupado com a situação da população civil e diz que é preciso evitar que se repita em Ghouta o que se passou em Alepo.

  • Instantes de uma noite de futebol europeu
    0:41
  • Não dá mais, Brasil!
    18:00