sicnot

Perfil

Operação Marquês

Operação Marquês

Operação Marquês

PGR prolonga inquérito da Operação Marquês por mais seis meses

O despacho final da Operação Marquês já não será esta quinta-feira. A Procuradoria-Geral da República (PGR) concedeu mais 180 dias (seis meses) para a "realização de todas as diligências de investigação consideradas imprescindíveis" na Operação Marquês, que envolve o ex-primeiro-ministro José Sócrates.

Em nota enviada à imprensa ao final da tarde, a PGR sublinha que, "nos últimos dias", os magistrados do Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) "afetos ao inquérito informaram o superior hierárquico de que circunstâncias imponderáveis e extraordinárias impediam a conclusão da investigação" no tempo previsto, 15 de setembro, quinta-feira.

"No essencial", os magistrados referiram que durante a investigação "o Ministério Público foi sendo confrontado com novos factos, integráveis no objeto do processo", foram "identificadas suspeitas de operações de favor em novas áreas de negócios", existe uma "falta parcial de cumprimento dos pedidos de cooperação internacional dirigidos à justiça da Suiça e do Reino Unido" e "subsistem ficheiros informáticos apreendidos que dependem de apreciação judicial, antes de serem disponibilizados e analisados pela investigação".

Com Lusa

  • Liberdade, liberdade!

    Opinião

    Dizia a minha professora primária, sempre enfurecida e pouco dada a meiguices ou sorrisos, que é preciso distinguir entre "liberdade e libertinagem". Aos seis anos, ambos os conceitos são muito vagos, muito por desconhecimento do alcance real de cada um dos vocábulos. E para que serve esta memória? Para falar de liberdade. E de Carlos Alexandre. E de Sócrates.

  • Cronologia da "Operação Marquês"

    Operação Marquês

    Cronologia dos acontecimentos da "Operação Marquês", processo no qual o ex-primeiro-ministro José Sócrates, detido a 21 de novembro de 2014 e libertado a 16 de outubro último, cumpriu 288 dias de prisão preventiva e 42 de domiciliária.

  • Sócrates responde a juiz Carlos Alexandre

    País

    José Sócrates diz que o juiz Carlos Alexandre expressou publicamente que sempre teve partido. A propósito da entrevista concedida à SIC, diz José Sócrates num artigo de opinião no Diário de Notícias que a afirmação do juiz de que não tinha contas bancárias em nome de amigos é uma cobarde e injusta insinuação baseada na imputação que o Ministério Público fez ao ex primeiro-ministro.

  • As revelações do juiz Carlos Alexandre
    3:00

    País

    Pela primeira vez, Portugal ouviu o juiz Carlos Alexandre numa grande entrevista que deu à SIC. Carlos Alexandre disse que é um homem só, devoto da profissão e tem a certeza de ser alvo de escutas.

  • Negócios do Fogo
    22:00
  • Direção da Raríssimas na Madeira demitiu-se em setembro
    1:58

    País

    Três representantes da Raríssimas na ilha da Madeira demitiram-se, em setembro, de costas voltas para a direção. A delegação da instituição na ilha começou em 2015 e fechou com as três demissões. Em entrevista à SIC, uma das antigas delegadas afirmou que todos os fundos angariados foram para a sede, em Lisboa, ficando depois sem dinheiro para pagas as despesas.

  • Deputado do PSD recusa vice-presidência da Raríssimas
    1:58

    País

    Nas reações políticas ao caso da Raríssimas, o PSD e CDS dizem que é preciso acionar todos os mecanismos legais apropriados para averiguar a situação. O deputado social-democrata, Ricardo Baptista Leite, que tinha sido convidado recentemente para vice-presidente da instituição, diz que já não há condições para tomar posse.

  • Turistas aproveitam nevão na Serra da Estrela
    1:23
  • Fortes nevões no norte da Europa
    0:59
  • Dezenas de feridos em protestos contra decisão de Trump em Israel
    1:55
  • A brincadeira de um youtuber que podia ter acabado mal

    Mundo

    Um jovem youtuber inglês enfiou a cabeça num saco de plástico, prendeu-a na parte interna de um microondas e encheu depois o eletrodoméstico com cimento. A brincadeira, que podia ter acabado de forma trágica, deixou o jovem completamente preso e obrigou à intervenção dos serviços de emergência.

    SIC

  • "Popeye" russo pode ter que amputar braços

    Mundo

    Um jovem russo injetou um óleo no corpo para conseguir ter músculos, mais propriamente nos seus braços, que já cresceram cerca de 25 centímetros. Contudo, segundo um médico, o procedimento pode levar à necessidade de amputação, deixando o jovem sem os membros.