sicnot

Perfil

Operação Marquês

Operação Marquês

Operação Marquês

Bataglia admitiu que emprestou 7 M€ a um primo de Sócrates

O empresário luso-angolano Hélder Bataglia, um dos arguidos da Operação Marquês, admitiu num interrogatório que emprestou 7 milhões de euros a um primo de José Sócrates. De acordo com o jornal Público, uma parte desse dinheiro, cerca de 5,5 milhões de euros, terá ido parar às contas de Santos Silva.

No interrogatório, feito em abril, Helder Bataglia foi constituído arguido por suspeitas de corrupção ativa, branqueamento de capitais e fraude fiscal qualificada, diz ainda o Público, que o empresário terá desmentido qualquer vantagem a Sócrates quer de forma direta quer indireta.

Bataglia é uma figura chave no processo. Segundo o Ministério Público terá sido através de contas off shore que o empresário controlava, que terão sido transferidos perto de 17,5 milhões de euros que acabaram em contas de Santos Silva na Suíça.

O Público acrescenta ainda que, de acordo com o Ministério Público, o dinheiro que chegou às contas de Bataglia teve origem no Banco Espírito Santo Angola, onde o empresário foi acionista e administrador, e da ES Enterprises, que se suspeita ser um saco azul do GES para pagamentos não documentados.

  • "De hoje em diante, só a América virá em primeiro lugar"
    3:20
  • As primeiras decisões do Presidente Trump
    1:39

    Mundo

    As primeiras decisões da era Trump não tardaram. O 45.º Presidente dos Estados Unidos da América já avançou com algumas medidas, entre elas, a confirmação dos nomes que vão compor a nova administração e a criação do Dia do Patriotismo.

  • Celebridades protestam contra Trump
    3:00

    Mundo

    Tem sido assim desde a campanha e continua. Grande parte da comunidade de artistas não está nada contente com o Presidente eleito. Vários artistas aproveitaram o dia da tomada de posse para se reunirem em Nova Iorque e protestarem contra Donald Trump.

  • Cantora brasileira conhecida pela "Lambada" terá sido assassinada
    1:25

    Mundo

    Terá sido assassinada a cantora brasileira conhecida em Portugal pela "lambada", um ritmo que marcou o fim dos anos 90. Foi encontrada carbonizada dentro do próprio carro depois de assaltada em casa. Três suspeitos suspeitos do homicídio da cantora Loalwa Braz foram já detidos.