sicnot

Perfil

Operação Marquês

Operação Marquês

Operação Marquês

Bataglia admitiu que emprestou 7 M€ a um primo de Sócrates

O empresário luso-angolano Hélder Bataglia, um dos arguidos da Operação Marquês, admitiu num interrogatório que emprestou 7 milhões de euros a um primo de José Sócrates. De acordo com o jornal Público, uma parte desse dinheiro, cerca de 5,5 milhões de euros, terá ido parar às contas de Santos Silva.

No interrogatório, feito em abril, Helder Bataglia foi constituído arguido por suspeitas de corrupção ativa, branqueamento de capitais e fraude fiscal qualificada, diz ainda o Público, que o empresário terá desmentido qualquer vantagem a Sócrates quer de forma direta quer indireta.

Bataglia é uma figura chave no processo. Segundo o Ministério Público terá sido através de contas off shore que o empresário controlava, que terão sido transferidos perto de 17,5 milhões de euros que acabaram em contas de Santos Silva na Suíça.

O Público acrescenta ainda que, de acordo com o Ministério Público, o dinheiro que chegou às contas de Bataglia teve origem no Banco Espírito Santo Angola, onde o empresário foi acionista e administrador, e da ES Enterprises, que se suspeita ser um saco azul do GES para pagamentos não documentados.

  • Marido de idosa que morreu na Sertã teve de caminhar durante duas horas para pedir ajuda
    1:44

    País

    A Altice garantiu esta sexta-feira que tentou agendar, por duas vezes, a reposição da linha telefónica na casa da idosa da Sertã, que morreu na semana passada por não ter comunicações que permitissem um socorro rápido. A mulher sentiu-se mal e o marido teve de caminhar durante duas horas para conseguir chegar à casa do vizinho mais próximo e pedir ajuda.

  • "No meu bairro perguntam-me se a medalha é de ouro e dizem que ma vão roubar e vender"
    4:46
  • Como é que alguém (Rúben Semedo) com tanto pode perder tudo?
    3:05