sicnot

Perfil

Operação Marquês

Residente de Vale do Lobo pagou 2 milhões por imposição de arguido da Operação Marquês

Residente de Vale do Lobo pagou 2 milhões por imposição de arguido da Operação Marquês

Às contas de Carlos Santos Silva e de Armando Vara terão chegado 2 milhões de euros pagos por um residente de Vale do Lobo. Trata-se de um holandês, que comprou um lote de terreno no empreendimento de luxo. Ouvido pela investigação, disse que fez o pagamento por imposição de Diogo Gaspar Ferreira, outro arguido da Operação Marquês.

  • "Suspeitas negam-se umas às outras"
    3:39

    Operação Marquês

    José Sócrates processou o Estado português. Em conferência de imprensa, esta sexta-feira, o antigo primeiro-ministro defendeu que as suspeitas que recaem sobre si se "negam umas às outras" e fala numa "maldosa campanha pública de difamação" contra si, dividida nas acusações sobre o Grupo Lena, os alegados benefícios no caso Vale do Lobo e a OPA sobre a PT.

  • Sócrates poderá ter tido acesso a 30 milhões de euros através de contas de Santos Silva
    2:33

    Operação Marquês

    José Sócrates pode afinal ter tido acesso a quase 30 milhões de euros, através das contas de Carlos Santos Silva. Para além dos 21 milhões que vieram das offshores da Suíça, os investigadores da Operação Marquês suspeitam que um negócio entre o Grupo Lena e uma sociedade de Hélder Bataglia em Angola tenha feito chegar outros 8 milhões ao amigo do antigo primeiro-ministro.

  • BE acusa direita de bloquear atual comissão à CGD
    1:37

    Caso CGD

    O Bloco de Esquerda acusa a oposição de estar a fazer tudo para impedir as conclusões da comissão de inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos que está em curso. Numa altura em que PSD e CDS já entregaram o requerimento para avançar com uma segunda comissão, Catarina Martins defende que ainda há muita coisa por apurar sobre o processo de recapitalização do banco público.

  • Visita de Costa a Angola pode estar em risco
    2:26

    País

    A visita de António Costa a Luanda poderá estar em risco devido à acusação da justiça portuguesa contra o vice-Presidente de Angola. O jornal Expresso avança que o comunicado com a reação dura do Governo angolano é apenas o primeiro passo e que pode até estar a ser preparado um conjunto de medidas contra Portugal. Para já, o primeiro-ministro português desvaloriza a ameaça e mantém a visita marcada para a primavera.