sicnot

Perfil

O sono e a saúde

O sono e a saúde

O sono e a saúde

Linha do Sono lançada sexta-feira para ajudar portugueses a lidarem com a insónia

Os portugueses com problemas de sono vão ter, a partir de sexta-feira, uma linha de apoio telefónico especializada, que pretende responder às necessidades sentidas pelas pessoas depois de uma noite mal dormida e dar alguns conselhos para dormir melhor.

(Reuters/Arquivo)

(Reuters/Arquivo)

© Jason Lee / Reuters

Lançada no Dia Mundial do Sono, a Linha do Sono (707 100 015) vai funcionar todos os dias úteis, entre as 11:30 e as 16:30, com o apoio de dois psicólogos especializados, tendo como "grande objetivo melhorar a qualidade do sono dos portugueses", disse hoje à agência Lusa Filipa Jardim da Silva, da Oficina de Psicologia, promotora da iniciativa.

 

A linha funciona cinco horas por dia, mas nas restantes horas vai estar disponível um atendedor, no qual as pessoas podem deixar o número de telefone para mais tarde serem contactadas.

 

A psicóloga contou que o projeto nasceu na sequência de um estudo realizado no ano passado pela Oficina da Psicologia, segundo o qual 54% dos portugueses inquiridos disseram sentir-se cansados após uma noite de sono e cerca de 45% confessaram não dormir bem devido ao 'stress', ansiedade ou depressão.

 

O estudo revelou ainda que só um em cada quatro portugueses se sente revigorado após uma noite de sono, enquanto 46% afirma que, em média, dorme apenas cinco a sete horas por dia e 28% não dorme bem devido a problemas pessoais ou profissionais.

 

"Foi da preocupação que esses dados levantam que este ano a Oficina de Psicologia criou a primeira linha do sono em Portugal, cujo objetivo é criar um espaço em que as pessoas possam ligar e colocar questões inerentes à qualidade do sono e dúvidas que tenham", disse a psicóloga à Lusa.

 

Segundo Filipa Jardim da Silva, a linha pretende ser "mais um meio para ajudar os portugueses a valorizarem mais o sono e encontrarem algumas causas possíveis do mau dormir", acedendo ao mesmo tempo a "algumas dicas para dormirem melhor".

 

Cada vez mais se assiste a "problemas de saúde física e psicológica que decorrem de uma má rotina do sono ou de um sono com má qualidade", para os quais contribui o "ritmo frenético" do dia-a-dia das pessoas em que muitas vezes apenas lhes sobram quatro, cinco, seis horas para dormirem.

 

   A especialista sublinhou que há uma desvalorização do sono, começando a presenciar-se "um certo elogio a quem diz que não precisa de dormir muito, como se fosse uma característica de competência e de mais-valia para muitas pessoas".

 

  Na véspera do Dia Mundial do Sono, Filipa Jardim da Silva deixou algumas dicas para um sono mais tranquilo, como privilegiar entre sete a nove horas do dia para descansar e reduzir a intensidade da luz e do som vinte minutos antes de deitar.

 

  As pessoas também devem ter alguns cuidados com a alimentação no período noturno, como evitar refeições mais pesadas, e ter atenção ao colchão, à almofada, à temperatura e luminosidade do quarto.  

 

Lusa

  • Sono ajuda a "limpar" o cérebro
    4:11

    País

    A importância do sono tem ocupado vários estudos clínicos. Um dos mais recentes confirma a importância de um sono tranquilo, que faz uma espécie de limpeza do cérebro, libertando-o de informações que recolhemos durante o dia. Recuperar o ritmo do sono reforça a memória, o que nos leva agora a tentar perceber melhor como funciona o cérebro enquanto dormimos.

  • Sensor mede grau de qualidade do sono

    Mundo

    Um novo sensor promete um "sono de bebé" a quem, habitualmente, tem dificuldade em descansar. Chama-se Sense e analisa os padrões do sono, monitoriza o ambiente do quarto e reinventa o alarme.

  • Os hábitos de sono dos portugueses
    2:45

    New Articles

    Um inquérito sobre os hábitos de sono dos portugueses mostra que três em cada quatro participantes acordam cansados ou doridos. Ou seja, 75 por cento dos portugueses acordam cansados ou com dores corporais. Ficam as dicas de como melhorar as noites.

  • Conselhos para dormir melhor

    O sono e a saúde

    O sono regenera corpo e mente, é por isso essencial à vida de todos os seres humanos. Mas nem todos precisam de dormir exactamente as mesmas horas. Não há um número universal, mas há regras de ouro comuns a todos. Em entrevista à SIC Notícias, a psiquiatra Marta Gonçalves, presidente da Associação Portuguesa de Sono, deixa alguns conselhos a propósito do Dia Mundial do Sono.

  • Primeiro-ministro holandês liga a Costa para explicar palavras de Dijsselbloem
    2:23

    País

    António Costa pediu que Djisselbloem desaparecesse da Presidência do Eurogrupo. Após esta tomada de posição, o primeiro-ministro holandês ligou para Costa na semana passada a dar explicações. Contudo, o primeiro-ministro português não recua e volta a dizer que Dijsselbloem não tem condições para continuar, na sequência das declarações sobre copos e mulheres. Os eurodeputados do Partido Popular Europeu reforçaram também esta terça-feira o pedido de demissão.

  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45

    País

    Há um surto de hepatite A em Portugal. Desde janeiro, 105 pessoas foram diagnosticadas na região de Lisboa e Vale do Tejo, um número superior aos casos contabilizados em todo o país nos últimos 40 anos. O surto terá começado na Holanda e está a atingir quase toda a Europa.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15
  • Novo vídeo do Daesh mostra crianças a treinar para matar
    3:35
  • Kennedy acreditava que Hitler estava vivo

    Mundo

    Um diário de John F. Kennedy vai a leilão em Boston, nos Estados Unidos da América. O diário foi escrito durante a sua breve carreira como jornalista, depois da 2.ª Guerra Mundial. No livro, foram expostas algumas teorias do antigo Presidente norte-americano, como a possibilidade de Hitler estar vivo.

    Ana Rute Carvalho

  • Trump propõe cortes orçamentais para pagar muro

    Mundo

    O Presidente dos Estados Unidos está a propor cortes de milhões de dólares no orçamento para que os contribuintes norte-americanos, e não o México, paguem o muro a construir na fronteira entre os dois países.

  • Tecnologia permite a tetraplégico mexer mão e braço

    Mundo

    Um homem que ficou tetraplégico num acidente voltou a mover-se com a ajuda da tecnologia e apenas usando o pensamento, num projeto de investigadores dos Estados Unidos divulgado esta terça-feira na revista especializada em medicina The Lancet.