sicnot

Perfil

Surto de sarampo

Um minuto de silêncio em memória de Inês

Um minuto de silêncio em memória de Inês

Familiares e amigos da jovem que morreu com sarampo estão em choque. A adolescente não estava vacinada por opção dos pais. Terá tido uma reação alérgica grave aos dois meses, durante a prevenção da difteria, tétano e tosse convulsa, o que levou a família a ignorar as indicações do plano nacional de vacinação. Os amigos cumpriram hoje um minuto de silêncio na escola.

Inês tinha 17 anos e estava no 12.º ano na Escola Secundaria de Santa Maria, na Portela de Sintra. Quem a conhecia desde criança está em choque com a noticia. Na escola, os colegas ficaram surpreendidos e lembram uma amiga forte e corajosa.

À SIC, um familiar confirmou que Inês tinha complicações de saúde e que sofreu vários problemas desde criança.

Esta tarde, os colegas cumpriram um minuto de silêncio em memória de Inês. Contactada pela SIC, a direção da escola não quis comentar o caso.

Também a família pede respeito pelo momento e recusa prestar declarações sobre a falta de vacinação.

A jovem terá tido uma reação alérgica grave aos dois meses, quando fez a vacina contra a difteria, o tétano e a tosse convulsa e nunca mais recebeu qualquer vacina.

Acabou por ser contaminada com sarampo por uma criança de 13 meses, no mês passado, enquanto esteve internada no Hospital de Cascais devido a outros problemas de saúde.

Depois de ter alta, o estado de saúde complicou-se, foi novamente internada mas não resistiu a uma pneumonia bilateral grave, consequência do sarampo.

  • Atentado "falhado" em Nova Iorque
    1:43

    Mundo

    Uma explosão numa das zonas mais movimentadas de Manhattan fez quatro feridos, esta segunda-feira. Entre eles está o homem que transportava o engenho e que foi entretanto detido.

  • A brincadeira de um youtuber que podia ter acabado mal

    Mundo

    Um jovem youtuber inglês enfiou a cabeça num saco de plástico, prendeu-a na parte interna de um microondas e encheu depois o eletrodoméstico com cimento. A brincadeira, que podia ter acabado de forma trágica, deixou o jovem completamente preso e obrigou à intervenção dos serviços de emergência.

    SIC

  • "Popeye" russo pode ter que amputar braços

    Mundo

    Um jovem russo injetou um óleo no corpo para conseguir ter músculos, mais propriamente nos seus braços, que já cresceram cerca de 25 centímetros. Contudo, segundo um médico, o procedimento pode levar à necessidade de amputação, deixando o jovem sem os membros.

  • 10 Minutos com Leonor Beleza
    10:27

    10 Minutos

    A nossa convidada desta segunda-feira ainda é conhecida por ter sido ministra da Saúde e pelo seu trabalho à frente da Fundação Champalimaud. Mas desta vez vamos falar com Leonor Beleza sobre os 40 anos da revisão do Código Civil, em que esteve envolvida.

    Entrevista completa