sicnot

Perfil

Taça das Confederações

Taça das Confederações

Taça das Confederações

Sporting é um dos clubes mais representados na Taça das Confederações

Sporting, Bayer Leverkusen, Spartak Moscovo e Wellington Phoenix, todos com cinco, são os clubes que mais jogadores emprestam às seleções que vão disputar a Taça das Confederações de futebol, que arranca no sábado na Rússia.

O clube leonino consegue estar entre os mais representados na competição graças às presenças de Rui Patrício, Beto, William Carvalho e Adrien Silva na seleção portuguesa, que é uma das três estreantes, juntamente com Rússia e Chile.

Esta lista poderia muito bem ser encabeçada pelo FC Porto, com seis jogadores, mas a transferência de André Silva para o AC Milan e a renúncia de Corona no México deixaram os dragões reduzidos a quatro representantes.

Danilo e José Sá vão vestir a camisola de seleção lusa, enquanto Layún e Herrera estarão na Rússia a defender as cores do México.

Tal como o FC Porto, o Benfica também vai disponibilizar quatro jogadores na Taça das Confederações, com as presenças de Nelson Semedo, Eliseu e Pizzi na equipa de Portugal e Raúl Jiménez na formação mexicana.Hoffenheim e Rostov juntam-se aos dois emblemas portugueses na segunda posição da lista.

Ao todo, o campeonato português vai ter 14 jogadores a atuar na Rússia, sendo que o australiano Dylan McGowan é o único que não atua em qualquer dos três grandes.

O central, ex-Adelaide United, assinou em maio pelo Paços de Ferreira e vai cumprir a sua primeira temporada no clube pacense.A Liga mais representada vai ser a alemã, com 24 jogadores, seguida da russa, com 23.

Mesmo sem a presença da Inglaterra na competição, a Premier League terá 16.

A Rússia é a única seleção que tem todos os jogadores a atuar no seu país, enquanto que, do lado oposto, os Camarões não chamaram qualquer representante do seu campeonato.

A 10.ª edição da Taça das Confederações começa no sábado e termina a 2 de julho.

Lusa

  • Negócios do Fogo
    22:00
  • Direção da Raríssimas na Madeira demitiu-se em setembro
    1:58

    País

    Três representantes da Raríssimas na ilha da Madeira demitiram-se, em setembro, de costas voltas para a direção. A delegação da instituição na ilha começou em 2015 e fechou com as três demissões. Em entrevista à SIC, uma das antigas delegadas afirmou que todos os fundos angariados foram para a sede, em Lisboa, ficando depois sem dinheiro para pagar as despesas.

  • Deputado do PSD recusa vice-presidência da Raríssimas
    1:58

    País

    Nas reações políticas ao caso da Raríssimas, o PSD e CDS dizem que é preciso acionar todos os mecanismos legais apropriados para averiguar a situação. O deputado social-democrata, Ricardo Baptista Leite, que tinha sido convidado recentemente para vice-presidente da instituição, diz que já não há condições para tomar posse.

  • Turistas aproveitam nevão na Serra da Estrela
    1:23
  • Fortes nevões no norte da Europa
    0:59
  • Dezenas de feridos em protestos contra decisão de Trump em Israel
    1:55
  • A brincadeira de um youtuber que podia ter acabado mal

    Mundo

    Um jovem youtuber inglês enfiou a cabeça num saco de plástico, prendeu-a na parte interna de um microondas e encheu depois o eletrodoméstico com cimento. A brincadeira, que podia ter acabado de forma trágica, deixou o jovem completamente preso e obrigou à intervenção dos serviços de emergência.

    SIC

  • "Popeye" russo pode ter que amputar braços

    Mundo

    Um jovem russo injetou um óleo no corpo para conseguir ter músculos, mais propriamente nos seus braços, que já cresceram cerca de 25 centímetros. Contudo, segundo um médico, o procedimento pode levar à necessidade de amputação, deixando o jovem sem os membros.