sicnot

Perfil

Taça das Confederações

Portugal estreia-se hoje frente ao México na Taça das Confederações

A seleção portuguesa estreia-se hoje na Taça das Confederações de futebol em Kazan, frente ao México, o único ex-campeão em prova e um dos principais adversários na luta pelo apuramento no Grupo A.

Apontado com um dos favoritos à vitória no torneio, Portugal vai apanhar pela frente uma equipa mexicana que está imbatível há quase um ano em jogo oficiais e que já tem praticamente garantido o apuramento para o Mundial2018.

Este será apenas o segundo jogo oficial de sempre entre Portugal e México. O primeiro aconteceu no Mundial2006, na Alemanha, com triunfo luso por 2-1.

É esperado que o selecionador Fernando Santos tenha à sua disposição todos os 23 jogadores convocados e, caso seja utilizado, o guarda-redes Rui Patrício vai somar o seu 60.º jogo pela seleção portuguesa.

Em Kazan, Cristiano Ronaldo vai fazer a sua primeira aparição em campo desde a final da Liga dos Campeões com o Real Madrid (triunfo sobre a Juventus por 4-1) e também desde que foi formalmente acusado em Espanha de fraude fiscal.

O México, que venceu a Taça das Confederações em 1999, está com um registo de oito jogos oficias sem perder, sendo que o último desaire aconteceu a 18 de junho de 2016, nos quartos de final da Copa América, com uma pesada goleada perante o Chile, por 7-0.

O encontro vai decorrer na Arena Kazan, estádio com capacidade para 45.379 espetadores, que foi inaugurado em 2013 e que é conhecido por ter maior ecrã gigante exterior da Europa.

O Portugal-México está agendado para as 18:00 locais (16:00 horas de Lisboa) de domingo e terá arbitragem do argentino Néstor Pitana.

Após o duelo com os 'aztecas', Portugal defronta a anfitriã Rússia, a 21 de junho, em Moscovo, e fecha o agrupamento a 24 perante a Nova Zelândia, em São Petersburgo.A Taça das Confederações, prova que serve de teste para o Mundial2018, que vai acontecer igualmente na Rússia, termina a 02 de julho.

Lusa


  • Como se sobrevive à dor em Nodeirinho e Pobrais
    2:43
  • Raphäel Guerreiro vai continuar a acompanhar a seleção
    1:08
  • 74 mil alunos do secundário têm a vida "suspensa" 
    2:22

    País

    Enquanto o Ministério Público investiga a fuga de informação no exame nacional de Português do 12.º ano, 74 mil estudantes ficam com a vida suspensa. Se a fuga se confirmar, o exame corre o risco de ser anulado e as candidaturas ao ensino superior atrasam. O Instituto de Avaliação Educativa (IAVE), responsável pelos exames, prometeu esclarecimentos para os próximos dias.