sicnot

Perfil

Tragédia em Pedrógão Grande

Tragédia em Pedrógão Grande

Tragédia em Pedrógão Grande

870 operacionais apoiados por 268 veículos e 10 meios aéreos em Pedrógão

MIGUEL A. LOPES

O combate ao incêndio de Pedrógão Grande (Leiria) foi esta tarde reforçado com mais operacionais, veículos e meios aéreos, segundo a Proteção Civil, que tem no teatro de operações 870 operacionais, 268 viaturas e dez meios aéreos.

De acordo com a página da internet da Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC) às 18:00 estavam empenhados no combate às chamas 870 operacionais apoiados por 268 viaturas e dez meios aéreos, números que, ao longo da tarde, têm sido várias vezes ampliados.

O fogo, que causou pelo menos 61 mortos e mais de 50 feridos, deflagrou ao início da tarde de sábado numa área florestal em Escalos Fundeiros, Pedrógão Grande, e alastrou aos municípios vizinhos de Castanheira de Pera e Figueiró dos Vinhos, obrigando a evacuar povoações e deixando-as isoladas.

A ministra da Administração Interna afirmou hoje que foram evacuadas três aldeias devido ao incêndio que deflagrou no sábado em Pedrógão Grande, no distrito de Leiria, elogiando o trabalho dos bombeiros num "combate sem tréguas" ao fogo.Constança Urbano de Sousa relatou que o incêndio lavra com "quatro frentes ativas", duas das quais já estavam dominadas, mas reacenderam, devido às "condições meteorológicas muito adversas".

Em declarações aos jornalistas, a ministra da Administração Interna indicou que foram evacuadas três aldeias. Fonte dos bombeiros precisou que as três aldeias evacuadas são Graça e Derreada Cimeira, no concelho de Pedrógão Grande, e Alge, em Figueiró dos Vinhos.

Lusa

  • Marcelo não comenta proposta sobre nomeação do governador do BdP
    0:14

    Economia

    Marcelo Rebelo de Sousa não quis comentar a proposta do grupo de trabalho para a reforma da supervisão financeira, que recomenda que o governador do Banco de Portugal seja nomeado pelo Presidente da República. Marcelo não quis comentar o assunto esta quarta-feira durante a tomada de posse do Reitor da Universidade de Lisboa.

  • Habitantes da favela da Rocinha temem novo episódio violento
    2:54

    Mundo

    Localizada no Rio de Janeiro, a Rocinha, maior favela do Brasil, foi palco de um tiroteio entre traficantes, no último fim de semana. Agora, pelo terceiro dia consecutivo, a polícia do Rio de Janeiro está a fazer um cerco em algumas favelas cariocas à procura de traficantes. A comunidade está assustada e receia que episódios violentos como este se repitam.