sicnot

Perfil

Tragédia em Pedrógão Grande

Tragédia em Pedrógão Grande

Tragédia em Pedrógão Grande

O que aconteceu em Pedrógão Grande?

Miguel Vidal

A Polícia Judiciária afastou a possibilidade de mão criminosa no fogo que deflagrou no sábado em Pedrógão Grande, no distrito de Leiria. O incêndio começou alegadamente quando uma árvore foi atingida por um raio, na sequência de trovoada seca que atingiu a região centro do país e provocou 61 mortos e 62 feridos em Pedrógão Grande.

As autoridades afastam a possibilidade de mão criminosa no incêndio que deflagrou ontem em Pedrógão Grande.

Pedro Miranda, especialista em meteorologia da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, esteve na SIC Notícias a analisar o fogo trágico que provocou a morte de 61 pessoas feriu 62.

O especialista defende que o calor e o vento são os principais fatores que originam um incêndio e que quando estes fatores ocorrem num momento de trovoada seca, a probabilidade de fogo é muito superior.

Pedro Miranda considera que o fenómeno da trovoada seca foi o principal fator que levou à dimensão trágica do fogo de sábado.

O diretor nacional da Polícia Judiciária, Almeida Rodrigues, também avançou que o fogo não terá tido origem criminosa e que tudo aponta para causas naturais, derivadas das condições meteorológicas e da chamada trovoada seca.

Almeida Rodrigues confirmou que a Polícia Judiciária já identificou a árvore atingida por um raio, durante a trovoada sem precipitação que se fez sentir no sábado à tarde.

  • Abdeslam conhece hoje a sentença de um processo paralelo ao atentado de Paris
    1:14
  • Cão parcialmente cego e surdo salva criança na Austrália
    0:46
  • A festa de aniversário de Isabel II
    1:04