sicnot

Perfil

Tragédia em Pedrógão Grande

Tragédia em Pedrógão Grande

Tragédia em Pedrógão Grande

Ordem dos Dentistas oferece ajuda para identificar cadáveres

Rafael Marchante

A Ordem dos Médicos Dentistas ofereceu ajuda às autoridades para a identificação dos cadáveres da tragédia dos incêndios na zona de Pedrógão Grande, disse à agência Lusa o bastonário.

Segundo Orlando Monteiro da Silva, os médicos dentistas, sobretudo com formação na área da medicina legal, podem ajudar a identificar cadáveres através dos dentes, sendo um dos meios "eficaz e rápido" de identificação.

O bastonário recordou que já no ano passado, nos fogos da Região Autónoma da Madeira, a Ordem ofereceu ajuda no trabalho da medicina legal, com identificação de cadáveres.

"Temos disponíveis pessoas com formação nesta área e podemos mobilizar uma equipa", disse Monteiro da Silva, indicando que contactou o Ministério da Saúde e que poderá a Ordem ser contacta pelo Ministério da Justiça para ajudar.

Através da identificação de dentes e próteses dentárias, cruzando e comprando com registos dentários dos médicos dentistas, pode ser possível identificar os cadáveres.

O fogo em Pedrógão Grande, que causou pelo menos 61 mortos, deflagrou ao início da tarde de sábado numa área florestal em Escalos Fundeiros, em Pedrógão (distrito de Leiria), e alastrou-se aos municípios vizinhos de Castanheira de Pera e Figueiró dos Vinhos, obrigando a evacuar povoações ou deixando-as isoladas.

Lusa

  • Atacantes de Barcelona "não estão a caminho da nossa fronteira"
    7:00

    Ataque em Barcelona

    O diretor da Unidade Nacional de Contraterrorismo da Polícia Judiciária esteve esta sexta-feira no Jornal da Noite para falar sobre o duplo atentado em Espanha. Luís Neves diz que o nível de ameaça em Portugal, perante os ataques, não foi alterado porque "não se detectou que tenha existido informação que possa colocar o nosso território em perigo".