sicnot

Perfil

Tragédia em Pedrógão Grande

Tragédia em Pedrógão Grande

Tragédia em Pedrógão Grande

Secretário-geral do PCP expressa pesar e pede "medidas de exceção" para todo o país

O secretário-geral do PCP manifestou hoje o profundo pesar pelas vítimas do incêndio que deflagrou no sábado em Pedrógão Grande e defendeu que são necessárias "medidas de exceção" e canalizar meios para evitar novas tragédias.

Em declarações aos jornalistas, na sede nacional do PCP, em Lisboa, o líder comunista começou por manifestar "o profundo pesar" do partido pelas vítimas, solidariedade para com as famílias e feridos e expressar o agradecimento pelo empenhamento dos bombeiros bem como da Proteção Civil.

"Tendo em conta que se mantêm condições climatéricas tão hostis é preciso tomar medidas de exceção em todo o país para evitar novas tragédias, canalizando meios que possam dar resposta a esta situação excecional", afirmou.

Lusa

  • 62 mortos no incêndio em Pedrógão Grande

    Tragédia em Pedrógão Grande

    São já 62 as vítimas mortais contabilizadas no incêndio que deflagrou ontem em Pedrógão Grande. Há ainda 54 feridos, entre os quais 8 bombeiros feridos, quatro em estado grave. A PJ já afastou a hipótese do fogo ter tido origem criminosa. A UE acionou o Mecanismo de Proteção Civil para ajudar Portugal, tendo já sido enviados aviões de combate a incêndios.

  • O que se sabe sobre o incêndio em Pedrógão Grande

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Pelo menos 61 pessoas morreram e cerca de 57 ficaram feridas num incêndio no concelho de Pedrógão Grande, em Leiria. O incêndio começou por volta das 14:00 de sábado, em Escalos Fundeiros, quando uma árvore foi atingida por trovoada seca. Falou-se em 62 mortos, mas o número de vítimas mortais foi revisto para 61, depois do primeiro-ministro anunciar que foi feita uma contagem duplicada por uma das vítimas mortais.