sicnot

Perfil

Tragédia em Pedrógão Grande

Tragédia em Pedrógão Grande

Tragédia em Pedrógão Grande

Um minuto de silêncio em memória das vítimas do incêndio nos jogos da FPF

A Federação Portuguesa de Futebol estipulou hoje que será cumprido um minuto de silêncio no domingo e na segunda-feira antes dos jogos das provas que organiza face ao incêndio de Pedrógão Grande, no distrito de Leiria.

"Este ato simbólico visa homenagear a memória das vítimas do incêndio em Pedrógão Grande", refere o comunicado da FPF, publicado no site oficial do organismo.
A comitiva da seleção portuguesa de futebol presente na Rússia, palco da Taça das Confederações, também se solidarizou com as vítimas do incêndio rural que deflagrou no sábado em Pedrógão Grande, no distrito de Leiria.
"O dia em que iniciamos a participação na Taça das Confederações é igualmente um dia de grande consternação e dor para o País" refere o comunicado assinado por todos os elementos da comitiva lusa, em Kazan.
Segundo a nota publicada no site oficial da FPF, "a tragédia ocorrida em Pedrógão Grande, que reclamou a vida de tantos" compatriotas, "não pode deixar ninguém indiferente".
"Nesta hora tão triste, enviamos as mais sentidas condolências às famílias, amigos e entes queridos das vítimas dos incêndios", refere ainda a comitiva.
Para o jogo de hoje com o México, que assinala a estreia absoluta de Portugal na Taça das Confederações, 'balão de ensaio' para o Mundial2018, promete levar a memória da tragédia.
"Se temos consciência de que meras palavras não poderão minimizar a vossa dor que também é nossa, dizemos-vos, ainda assim, que hoje em campo levaremos o vosso coração no nosso coração", concluiu a comitiva.
Um novo balanço do incêndio que deflagrou no sábado em Pedrógão Grande, dá conta de 57 mortos. O número de feridos mantém-se nos 59, de acordo com o balanço feito pelas 10:00.

Lusa

  • CGTP espera milhares na 1ª manifestação nacional do ano
    1:49

    País

    A CGTP-IN conta ter "dezenas de milhares de trabalhadores" de todo o país e setores de atividade na primeira manifestação nacional do ano, marcada para esta tarde, em Lisboa, em defesa da valorização do trabalho e dos trabalhadores.Estão previstas centenas de autocarros e quatro comboios especiais, um de Braga e três do Porto, para transportar os manifestantes para a capital.De Coimbra saíram 13 autocarros, com cerca de 700 trabalhadores, de setores diferentes para exigir ao governo reposição de direitos perdidos.

  • A semana em revista

    Mundo

    Com a semana a chegar ao fim, a SIC Notícias apresenta-lhe, num único artigo, os destaques que marcaram a atualidade nos últimos dias. Um espaço onde pode ficar a saber, ou simplesmente recordar, os temas que marcaram a semana noticiosa.

    André de Jesus

  • Registadas mais de 500 queimadas em 12 horas

    País

    A Proteção Civil registou esta sexta-feira, no distrito de Viana do Castelo, entre as 06:00 e as 18:00, 515 queimadas, mais cerca de uma centena das contabilizadas na quinta-feira, sendo que três terão dado origem a incêndios florestais.