sicnot

Perfil

Tragédia em Pedrógão Grande

Bandeiras a meia haste em Bruxelas

Bandeiras a meia haste em Bruxelas

As bandeiras europeia e portuguesa foram hoje colocadas a meia haste, em Bruxelas. A iniciativa foi uma manifestação de solidariedade para com as vítimas do incêndio em Portugal.

À porta das principais instituições europeias - Comissão e Parlamento - as bandeiras mostravam assim o pesar, pelo que este fim de semana aconteceu em Pedrogão Grande.

  • Comissão Europeia disponível para novos pedidos de ajuda no combate aos fogos
    0:32

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Espanha enviou 100 bombeiros para ajudar no combate às chamas, um apoio pedido por Portugal no âmbito do Mecanismo Europeu de Proteção Civil. Sete aeronaves de França, Espanha e Itália foram também enviadas para as áreas de Leiria, Vila Real e Coimbra. O porta-voz da Comissão Europeia, Carlos Martin Ruiz de Gordeleja, diz que Bruxelas continua disponível para novos pedidos das autoridades portuguesas.

  • Despesas com os incêndios poderão ser excluídas do esforço de consolidação orçamental
    0:22

    Economia

    A Comissão Europeia adianta que é possível que as despesas de emergência com catástrofes naturais sejam excluídas do esforço de consolidação orçamental. Contam para o défice nominal, mas não para o estrutural. Nos últimos anos, Itália fez uso desta possibilidade na sequência de tremores de terra. Os eurodeputados do Partido Comunista escreveram hoje à Comissão Europeia a pedir este tipo de medidas de excepção.

  • Passos Coelho pede desculpa aos portugueses
    3:35
  • Pyongyang compara Trump a Hitler

    Mundo

    A Coreia do Norte compara o Presidente norte-americano Donald Trump a Adolf Hitler. Pyongyang já acostumou o mundo à sua linguagem "colorida" quando critica os seus inimigos. Mas comparações com o responsável por mais de 60 milhões de mortes são muito raras.

  • Glifosato na lista de produtos cancerígenos na Califórnia

    Mundo

    O estado norte-americano da Califórnia, nos Estados unidos, pode vir a obrigar o fabricante do popular herbicida Roundup a comercializar o produto com um rótulo que informe os consumidores de que o produto é cancerígeno. O glifosato, princípio ativo do herbicida Roundup fabricado pela Monsanto, consta de uma lista que vai ser divulgada na Califórnia, a 7 de julho, de produtos químicos potencialmente cancerígenos.