sicnot

Perfil

Tragédia em Pedrógão Grande

Tragédia em Pedrógão Grande

Tragédia em Pedrógão Grande

Número de mortes em Pedrógão Grande sobe para 63

Em atualização

Morreu um dos bombeiros hospitalizados em estado grave, na sequência do incêndio de Pedrógão Grande. Era de Castanheira de Pêra, tinha 40 anos.

Última informação às 17:07

O bombeiro, de Castanheira de Pêra, morreu na unidade de queimados do Hospital de Coimbra. Tinha queimaduras de grau 3.

Era casado e pai de um filho, segundo o presidente da Liga de Bombeiros, Jaime Marta Soares, que esta tarde confirmou a morte.

Também hoje, o presidente do INEM tinha dado conta de 135 feridos na tragédia de Pedrógão Grande, entre os quais 121 civis, 13 bombeiros e um militar da GNR.

Desta forma, o número de feridos é agora atualizado para 134, seis deles em estado grave.

  • Penélope Cruz diz que contos de fadas são muito machistas

    Cultura

    Penélope Cruz revelou recentemente o sentimento de descontentamento com os contos de fadas que, a seu ver, são muito machistas. A atriz de 43 anos confessou que lê as histórias aos filhos, Leonardo de sete anos e Luna de quatro, mas que opta por alterar sempre o final.

    SIC

  • Kurt Cobain homenageado no dia em que faria 51 anos

    Cultura

    No dia em que faria 51 anos, se estivesse vivo, Kurt Cobain foi homenageado pela viúva, Courtney Love, e a filha do casal, Frances Bean. Através de publicações no Instagram, mãe e filha lembraram o fundador, vocalista e guitarrista dos Nirvana, que vai ficar para sempre na história da música.

    SIC

  • Google Maps esconde mansão de Puigdemont na Bélgica

    Mundo

    Depois de fugir de Espanha, Carles Puigdemont refugiou-se na Bélgica para evitar uma possível extradição. O refúgio que encontrou foi uma mansão no município de Waterloo, por 4.400 euros ao mês. Agora, a pedido do ex-presidente do Governo da Catalunha, essa mesma mansão foi "apagada" do Google Maps.

    SIC

  • 50 empresas estão a recrutar na Universidade Católica
    1:46

    Economia

    A Universidade Católica de Lisboa reuniu 50 empresas nacionais e internacionais numa feira de emprego esta terça-feira e amanhã. As empresas procuram novos candidatos para os lugares que têm disponíveis nos departamentos de Economia, Finanças e Gestão.