sicnot

Perfil

Tragédia em Pedrógão Grande

Tragédia em Pedrógão Grande

Tragédia em Pedrógão Grande

Mais de 100 pessoas asseguram a logística de toda a operação de combate

Rafael Marchante

Mais de 100 pessoas asseguram toda a logística de uma operação que conta com quase 1.100 bombeiros a combater o incêndio que começou no sábado, em Pedrógão Grande, no distrito de Leiria.

"São mais de 100 as pessoas na área da logística", disse à agência Lusa o comandante operacional da Proteção Civil, Vítor Vaz Pinto.

São estas pessoas que asseguram "a manutenção dos veículos, a reparação de avarias, a confeção e distribuição de alimentação e distribuição de combustível", contou.

Além da alimentação, é também assegurada uma máquina de café na zona do posto de comando, bastante concorrida, como se comprova pelo número de cápsulas já utilizadas que se encontram nos caixotes.

Segundo o comandante Vaz Pinto, a Câmara Municipal de Ansião "proporcionou condições excecionais para a logística da operação", garantindo ainda "duas áreas" para os operacionais descansarem.

É no posto de comando instalado em Avelar, no concelho de Ansião, que todo o plano estratégico de ação é desenhado para combater um incêndio que provocou, pelo menos, 64 mortos e mais de 130 feridos.

Numa sala modesta, na cave da Filarmónica Avelarense, os agentes da Proteção Civil reúnem-se e vão ajustando o dispositivo em função da evolução do incêndio e da sua velocidade.

"Há que garantir que todos os meios estão a desempenhar a sua missão nas melhores condições possíveis e em segurança", disse Vítor Vaz Pinto. "Se articular mais de mil pessoas não é fácil, articular mais de mil pessoas de diversas organizações, em que cada organização tem a sua própria cultura, mais difícil se torna. Mas temos treino e alguns anos de experiência", sublinhou.

Apesar da complexidade da operação, o comandante Vaz Pinto assegurou que a articulação institucional e operacional "correu e está a correr bem".

O incêndio começou em Pedrógão Grande, no sábado à tarde, e alastrou depois aos concelhos vizinhos de Figueiró dos Vinhos e Castanheira de Pera, no distrito de Leiria. Desde então, as chamas chegaram aos distritos de Castelo Branco, através do concelho da Sertã, e de Coimbra, pela Pampilhosa da Serra.

Este incêndio já consumiu cerca de 26.000 hectares de floresta, de acordo com dados do Sistema Europeu de Informação de Incêndios Florestais.

Lusa

  • Vidas de fogo
    12:04

    Reportagem Especial

    Este ano durante o período mais crítico dos fogos, estão no terreno quase dez mil operacionais, a maioria bombeiros voluntários. A Reportagem Especial da SIC deste domingo "Vidas de fogo" dá a conhecer histórias de bombeiros que sobreviveram às chamas enquanto serviam o país.

  • Portugal "precisa avançar no trabalho" para reduzir crédito malparado
    1:36

    Economia

    Bruxelas recomenda e insiste que o Governo português avance no trabalho para resolver o crédito malparado. Em entrevista à SIC e ao Expresso, o vice-Presidente da Comissão para o Euro e Estabilidade Financeira, Valdis Dombrovskis, adianta que Bruxelas está também a preparar um Plano de Ação ao nível europeu.

    Entrevista SIC/Expresso

  • Líder do Daesh abatido durante fuga

    Daesh

    Um líder do Daesh e o assistente foram abatidos pela polícia iraquiana, em Mossul. A notícia é avançada pela agência EFE que esclarece que os dois homens terão sido mortos enquanto fugiam do Oeste para Este da cidade iraquiana através do rio Tigre.