sicnot

Perfil

Tragédia em Pedrógão Grande

Tragédia em Pedrógão Grande

Tragédia em Pedrógão Grande

Número de fogos duplica e mobiliza mais de 2.400 operacionais e 20 meios aéreos

Miguel A. Lopes

O número de incêndios a lavrar em Portugal duplicou hoje no período de duas horas e meia, aumentando de 12 fogos às 9:30 para 24 às 12:15 e estão a ser combatidos por 2.467 operacionais, segundo a Proteção Civil.

De acordo com a informação divulgada na página na Internet da Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC), dos 24 incêndios, seis encontram-se em curso (incêndio em evolução sem limitação de área), quatro em resolução (incêndio sem perigo de propagação para além do perímetro já atingido) e 14 em conclusão (incêndio extinto, com pequenos focos de combustão dentro do perímetro do incêndio).

Os 24 fogos mobilizam 2.467 operacionais, 808 veículos e 20 meios aéreos, segundo os dados da Proteção Civil.

O incêndio que envolve mais meios no terreno continua a ser o de Pedrógão Grande, no distrito de Leiria, que deflagrou na tarde de sábado e que se mantém em curso, encontrando-se a ser combatido por 1.223 operacionais, apoiados por 410 veículos e nove meios aéreos. O fogo em Pedrógão Grande já provocou 64 mortos e mais de 150 feridos.

O incêndio começou na localidade de Escalos Fundeiros e alastrou depois a Figueiró dos Vinhos e Castanheira de Pera, no distrito de Leiria. Desde então, as chamas chegaram aos distritos de Castelo Branco, através do concelho da Sertã, e de Coimbra, pela Pampilhosa da Serra.

Este incêndio já consumiu cerca de 26.000 hectares de floresta, de acordo com dados do Sistema Europeu de Informação de Incêndios Florestais.

Outro dos principais incêndios a lavrar em Portugal é o fogo em Góis, no distrito de Coimbra, que deflagrou pelas 15:00 de sábado e que se mantém em curso, mobilizando 661 bombeiros, 228 viaturas e cinco meios aéreos.

Ainda no distrito de Coimbra, encontra-se em fase de resolução o incêndio de Penela, segundo a informação da Proteção Civil, indicando que o combate às chamas que lavram desde as 21:15 de sábado envolve 161 bombeiros, 51 viaturas e dois meios aéreos.

Além destes três grandes incêndios nos distritos de Leiria e de Coimbra, existem 21 fogos de menor dimensão a ser combatidos em Portugal, localizados no distrito de Beja (1), Bragança (1), Castelo Branco (2), Coimbra (1), Leiria (2), Lisboa (2), Portalegre (1), Porto (4), Santarém (3), Vila Real (2) e Viseu (2).

Lusa

  • As confissões de Sérgio Conceição: do futuro no FC Porto à zanga com Rui Vitória 
    43:14
  • Marcelo descobre que vê mal "ao longe à esquerda"
    2:05

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa recebeu uma declaração dos médicos contra a despenalização da eutanásia. A audiência ao atual bastonário e cinco antecessores acontece a uma semana do tema ir a debate no Parlamento, e no dia em que o Presidente da República foi a estrela do Dia da Segurança Infantil. Marcelo aproveitou para fazer um rastreio à visão e concluiu que tem que estar "atento", à esquerda, ao longe".

  • PS "vai ficar em banho-maria durante anos" por causa de Sócrates
    0:59

    País

    Miguel Sousa Tavares considera que o PS vai ficar em "banho-maria" durante anos por causa de José Sócrates. Em entrevista na SIC Notícias, o comentador criticou os dirigentes socialistas pela forma como se tentaram demarcar do ex-primeiro-ministro e disse que António Costa devia ter tomado uma atitude mais concreta.

  • Sabia que pode emprestar dinheiro a empresas e ganhar 7% em juros por ano?
    8:05
  • É desta que provam a existência do monstro de Loch Ness?

    Mundo

    Para muitos, o monstro de Loch Ness não passa de uma lenda. A verdade é que a existência ou não desta criatura mística continua a suscitar debates entre aqueles que acreditam e os cépticos. Uma equipa internacional de investigadores quer responder finalmente à questão através da recolha de ADN ambiental do Loch Ness, na Escócia.

    SIC