sicnot

Perfil

Tragédia em Pedrógão Grande

Tragédia em Pedrógão Grande

Tragédia em Pedrógão Grande

Posto de Comando mudado para Sociedade Filarmónica Avelarense

PAULO CUNHA

O posto de comando operacional, que estava junto ao mercado municipal de Avelar, freguesia de Ansião, deslocou-se hoje para a Sociedade Filarmónica Avelarense, que garante "melhores instalações", informou o comandante operacional da Proteção Civil.

A Sociedade Filarmónica Avelarense, a cerca de 100 metros do mercado, passa a ser o local do posto de comando operacional, onde é delineado o plano estratégico de ação contra o incêndio que começou no sábado, em Pedrógão Grande, no norte do distrito de Leiria, e que já provocou 64 mortos e 135 feridos, disse à agência Lusa o comandante operacional da Proteção Civil, Vítor Vaz Pinto.

A mudança ocorreu durante a noite de hoje, por volta das 02:00, e foi feita porque o espaço da Filarmónica de Avelar apresenta "melhores condições" e "diferenciadas" em relação àquilo que havia junto ao mercado municipal, referiu.

O posto de comando começou por instalar-se em Pedrógão Grande, mas mudou-se na noite de domingo para segunda-feira para Avelar para uma melhor cobertura de rede.

Na cave da Filarmónica, há uma sala de planeamento, outra para o apoio social com elementos da Segurança Social, outra para o INEM (Instituto Nacional de Emergência Médica) e ainda uma sala de comunicações, onde serão feitos 'briefings'.

Já no rés-do-chão, passa a haver uma zona para os jornalistas trabalharem e o auditório vai ser o espaço destinado a conferências de imprensa ou a reuniões com agentes da Proteção Civil ou de outras entidades cooperantes, disse Vítor Vaz Pinto.

O incêndio começou em Pedrógão Grande, no sábado à tarde, e alastrou depois aos concelhos vizinhos de Figueiró dos Vinhos e Castanheira de Pera, no distrito de Leiria.Desde então, as chamas chegaram aos distritos de Castelo Branco, através do concelho da Sertã, e Coimbra, pelo município de Pampilhosa da Serra.

Com Lusa

  • Encontrado corpo de mariscador desaparecido no Barreiro

    País

    O corpo do homem com cerca de 50 anos apareceu esta manhã junto ao Clube Naval do Barreiro, na mesma zona onde tinha desaparecido na noite deste sábado. A informação já foi confirmada à SIC pela Polícia Marítima, que adiantou que o corpo já foi levado para a morgue. O alerta foi dado por volta das 22:30 de ontem pelos companheiros de nacionalidade chinesa que estavam com a vítima na apanha de bivalves na margem sul do Tejo.

  • IPSS despejada nos Açores
    2:25

    País

    A IPSS Aurora Social, de Ponta Delgada, nos Açores, foi notificada pelo tribunal a abandonar a cozinha onde, há mais de 20 anos, fornece comida a quem mais precisa. A decisão judicial partiu de uma queixa dos moradores e põe em causa os postos de trabalho de 13 funcionárias, a maioria com deficiência. Há dois anos que a Secretaria Regional de Solidariedade Social dos Açores tenta encontrar uma alternativa à cozinha, que tem licença da câmara.

  • Pais revoltados com transporte de crianças do Mogadouro
    4:14

    País

    Os pais dos alunos de algumas aldeias de Mogadouro estão preocupados com a falta de segurança do transporte dos filhos para a escola, na sede de concelho. Os pais contestam o autocarro degradado, que avaria com frequência, e a falta de cintos de segurança em percursos rurais com dezenas de quilómetros.

  • Quer conhecer os cães mais feios do mundo?
    1:15
  • Líder do Daesh abatido durante fuga

    Daesh

    Um líder do Daesh e o assistente foram abatidos pela polícia iraquiana, em Mossul. A notícia é avançada pela agência EFE que esclarece que os dois homens terão sido mortos enquanto fugiam do Oeste para Este da cidade iraquiana através do rio Tigre.