sicnot

Perfil

Tragédia em Pedrógão Grande

Tragédia em Pedrógão Grande

Tragédia em Pedrógão Grande

Comissão ténica sem bombeiros é "caricato", dizem Associação e Sindicato Nacional Bombeiros

TIAGO PETINGA

A Associação Nacional de Bombeiros Profissionais e o Sindicato Nacional dos Bombeiros Profissionais lamentaram esta terça-feira que a comissão criada para analisar os incêndios de Pedrógão Grande não contemple a classe, uma situação que consideram "caricata".

Reunidos em Conselho Geral, a Associação e o Sindicato divulgaram em comunicado uma posição na qual acusam o Governo de afinal não ter "a tal confiança nos operacionais no terreno" de que "tanto se falou no decorrer dos incêndios".

A comissão técnica independente que vai analisar os incêndios na região centro ocorridos em junho, e dos quais resultaram 64 mortos, foi apresentada na segunda-feira e é presidida por João Guerreiro, antigo reitor da Universidade do Algarve. A comissão entrou ontem em funções e tem dois meses para chegar a conclusões.

No comunicado a Associação e o Sindicato não questionam a idoneidade dos académicos escolhidos e lembra que a eles se juntam técnicos indicados pelos partidos, sem que nenhum deles represente os bombeiros. "Ou seja, não foi dada voz aos que combatem os incêndios no terreno e assistem, na primeira pessoa, ao desenrolar dos acontecimentos no teatro das operações", sendo que o único representante dos bombeiros é um antigo comandante nacional, "que foi afastado do cargo pelo atual Governo".

E acrescentam as duas estruturas: "Além de caricata, esta opção denuncia que a Assembleia da República não reconhece legitimidade aos bombeiros para ajudarem a contribuir para a solução deste grave problema".

Ao deixar de fora os que efetivamente combatem os incêndios, o Governo "reduz os bombeiros aos homens e mulheres que se limitam a enfrentar as chamas, segundo as regras que os outros ditam, mas arriscando a sua vida".

É preciso mudar este paradigma - diz-se no documento - de criar comissões com técnicos que pouco ou nada conhecem de situações operacionais, porque assim se corre o risco de nenhuma das conclusões ser aplicável no terreno.

A Associação e o Sindicato recordam de resto um relatório aos incêndios de 2014, no qual se detalharam percursos para atingir metas e se aprovaram recomendações, por unanimidade, na Assembleia da República. "Nem o Governo nem a Assembleia da República conseguiram aplicar ou fazer cumprir qualquer uma das recomendações".

Lusa

  • Cinco mil trabalhadores da PT manifestaram-se em Lisboa
    3:55

    Economia

    Perto de cinco mil trabalhadores da PT manifestaram-se esta sexta-feira, em Lisboa. Os números são avançados pelos sindicatos. Os trabalhadores contestam a transferência de funcionários para empresas parceiras da Altice e outras empresas do grupo, sem as mesmas garantias e direitos. A Altice garante que as transferências são legais mas alguns funcionários já levaram o caso a tribunal.

  • Uma viagem aérea pela Lagoa Negra
    1:02
  • Videovigilância regista impacto de sismo na Grécia

    Mundo

    Um sismo de magnitude 6.7 atingiu na quinta-feira o mar Egeu e causou pelo menos dois mortos e mais de 200 feridos. O momento e o impacto causado pelo abalo foram registados através de uma câmara de videovigilância de um café, na ilha grega de Kos, um dos locais mais afetados.

  • Músico indiano toca guitarra durante cirurgia ao cérebro

    Mundo

    Abhishek Prasad foi submetido a uma cirurgia ao cérebro esta quinta-feira, num hospital na cidade indiana de Bangalore, após anos e anos a sofrer de dolorosos espasmos nas mãos. O insólito do caso foi que o músico indiano teve de tocar guitarra para ajudar os médicos durante a intervenção cirúrgica.