sicnot

Perfil

Tragédia no Tejo

Mergulhadores interrompem buscas por criança no Tejo

Mergulhadores interrompem buscas por criança no Tejo

Foram interrompidas as buscas com mergulhadores pela criança de 4 anos que está desaparecida desde ontem à noite no Tejo, junto à praia de Caxias. Os mergulhadores envolvidos tinham esperança de encontrar o corpo quando a maré estivesse mais baixa, voltarão ao mar amanhã de manhã. A Polícia Judiciária ainda não conseguiu falar com a mãe do bebé de 19 meses, que acabou por morrer, e da criança desaparecida, pois ainda se encontra hospitalizada no Hospital Santa Maria.

  • Mergulhadores procuram criança desaparecida no Tejo
    5:55

    Tragédia no Tejo

    Mergulhadores da Marinha estão envolvidos nas buscas para tentar resgatar a criança de 4 anos desaparecida desde ontem nas águas do rio Tejo, junto à zona de Caxias, Oeiras. Uma outra criança, de 19 meses, morreu. A mãe foi resgatada com vida, onbtem à noite, e vai ser interrogada pela Polícia Judiciária.

  • PJ investiga afogamento de crianças no Tejo, buscas continuam
    1:49

    Tragédia no Tejo

    A Polícia Judiciária está a investigar o caso das duas crianças afogadas, ontem à noite, no rio tejo, na zona de Caxias, concelho de Oeiras. Uma criança de 19 meses morreu e outra de 4 anos está desaparecida. As buscas para encontrar a criança começaram bem cedo na zona de Caxias. A mãe foi levada para o hospital e vai ser interrogada pela polícia.

  • Descida da maré pode ajudar a localizar criança desaparecida
    4:29

    País

    A equipa de mergulho envolvida nas operações de busca da criança desaparecida na praia da Giribita, em Caxias, Oeiras, foi retirada após um dos elementos ter ficado hoje ferido, disse o comandante Malaquias Domingues, da Capitania de Lisboa. As autoridades acreditam que com a descida da maré seja mais fácil localizar a criança desaparecida, como explicou, à instantes, o Comandante da Capitania do Porto de Lisboa, Malaquias Domingues.

  • Fuga de Vale de Judeus em junho de 1975 no Perdidos e Achados
    0:36

    Perdidos e Achados

    Prisão Vale de Judeus, final de tarde de domingo, dia 29 de junho de 1975. O plano da fuga terá sido desenhado por uma vintena de homens. Serrada a presiana metálica era preciso passar, para fora do edifício, as cabeceiras dos beliches onde os presos dormiam. Ao longo de cerca de uma hora 89 detidos, agentes da PIDE/DGS, a Polícia Internacional e de Defesa do Estado português extinta depois da revolução de 1974, fogem do estabelecimento prisional.

    Segunda-feira no Jornal da Noite