sicnot

Perfil

TSU/PEC

Descida da TSU para os patrões pode estar em risco

Descida da TSU para os patrões pode estar em risco

A assinatura do acordo de concertação social pode estar em risco. As confederações patronais querem que o governo arranje uma alternativa à descida da taxa social única. PCP e Bloco vão puxar o assunto para apreciação parlamentar e quando votarem contra vão ter um aliado de peso, o PSD. O que o governo prometeu aos patrões fica por isso sem efeito.

  • Correia de Campos critica diminuição da TSU para as empresas
    0:58

    TSU/PEC

    O presidente do Conselho Económico e Social diz que se a economia crescer não é necessária uma reforma da Segurança Social. Em entrevista à Rádio Renascença e ao Público, Correia de Campos dá razão aos sindicatos por criticarem a diminuição da Taxa Social Única para as empresas.

  • Descida da TSU não serve para subsidiar aumento do salário mínimo
    0:36

    Economia

    Vieira da Silva diz que alguns comentadores deram a entender que quem vai pagar o aumento do salário mínimo são os contribuintes. Numa conferência do jornal online ECO, o ministro do Trabalho disse hoje que a descida da TSU não serve para subsidiar o aumento do salário mínimo e afirma que os valores em causa são relativamente pequenos.

  • Esquerda critica o Governo na descida da TSU
    2:28

    País

    A descida da Taxa Social Única (TSU) para as empresas, como contrapartida pelo aumento do salário mínimo nacional, está a causar desconforto aos partidos da esquerda. O Bloco de Esquerda, o PCP e os Verdes consideram que o Governo cedeu aos patrões. Nesse sentido os partidos vão pedir que o diploma seja votado no Parlamento.

  • Descida da TSU vai custar 40 milhões à Segurança Social
    1:13

    Economia

    O dinheiro que a Segurança Social vai perder com a descida da TSU para as empresas - dada como contrapartida para a subida do salário mínimo - vai ser pago com dinheiro do Orçamento do Estado. São cerca de 40 milhões de euros. O Bloco de Esquerda e PCP não concordam com a decisão.

  • António Costa evita perguntas sobre estágios não remunerados
    1:55
  • "É evidente que não fecho a porta ao Eurogrupo"
    1:38

    Economia

    O ministro das Finanças diz que não fecha a porta ao Eurogrupo. A declaração é feita numa entrevista ao semanário Expresso. No entanto, Mário Centeno deixa a ressalva que qualquer ministro das Finanças do Eurogrupo pode ser presidente.

  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48
  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14