sicnot

Perfil

TSU/PEC

Parlamento debate a 3 de fevereiro apreciações parlamentares de PCP e BE sobre TSU 

A Assembleia da República vai debater a 03 de fevereiro as apreciações parlamentares de BE e PCP que pedem a revogação da descida da Taxa Social Única (TSU) prevista no decreto do Governo, segundo fonte parlamentar.

O decreto-lei que estabelece a descida da TSU em 1,25 pontos percentuais para os empregadores foi aprovado pelo Governo na segunda-feira e promulgado um dia depois pelo Presidente da República.

sta descida da TSU foi acordada em sede de concertação social entre o Governo e os parceiros sociais em dezembro -- à exceção da CGTP -- como forma de compensação do aumento do salário mínimo para 557 euros, que já está em vigor.

Lusa

  • TSU, o que está em causa?

    Economia

    A Taxa Social Única (TSU) que as empresas pagam pelos trabalhadores que beneficiam do aumento do salário mínimo vai descer 1,25 pontos percentuais, para 22,5% (atualmente é de 23,75%). Esta descida é a contrapartida encontrada em concertação social para compensar o aumento de encargos que as entidades patronais têm com o aumento do salário mínimo nacional para 557 euros. Este acordo entre Governo e parceiros sociais pode vir a ser revogado no Parlamento, através de uma conjugação de votos da esquerda e do PSD.

  • PCP pede revogação da TSU
    0:29

    TSU/PEC

    A Assembleia da República vai debater a 3 de fevereiro as apreciações parlamentares do Bloco de Esquerda e do PCP que pedem a revogação da descida da Taxa Social Única, prevista no decreto do Governo. O PCP espera que a questão possa ficar resolvida o mais depressa.

  • PS acusa PSD de fazer "jogada política"
    0:54

    TSU/PEC

    O PS voltou a reforçar que considera a redução da TSU uma medida adequada no sentido de ajudar os empresários e as pequenas e médias empresas a acomodar a sua situação face ao aumento da despesa salarial, que comportará a subida do ordenado minimo nacional. Carlos César, presidente da bancada socialista, voltou a criticar o PSD e acusou o partido de fazer "jogada política".

  • Polémica TSU. Cristas tem quatro propostas
    1:15

    TSU/PEC

    Além da intenção de manter 0,75 de redução da TSU para os patrões, Assunção Cristas revelou ainda que o CDS vai avançar com outras três medidas. Propostas que passam pelas IPSS, PMEs e pelo retomar a reforma do IRC diminuindo a taxa.

  • Cristas anuncia abstenção na TSU
    0:58

    TSU/PEC

    A líder do CDS anunciou esta manhã na SIC Notícias que os centristas vão abster-se na votação da apreciação parlamentar da descida da Taxa Social Única. Em entrevista ao "10 minutos", Assunção Cristas explicou que opta pela abstenção para "proteger o acordo de Concertação".

  • O papel da religião no quotidiano
    24:57
  • Jane Goodall iniciou palestra com sons semelhantes aos dos chimpanzés
    2:18

    País

    A investigadora Jane Goodall esteve esta quinta-feira em Lisboa para participar numa conferência da National Geographic. A primatóloga começou o seu discurso com sons semelhantes aos dos chimpanzés. Numa entrevista à SIC, Goodall falou sobre os chimpanzés e sobre o trabalho que continua a desenvolver em todo o mundo, em prol do ambiente, dos animais e das pessoas. 

  • NATO vai aumentar luta contra o terrorismo

    Mundo

    O secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, disse que os aliados da NATO concordaram esta quinta-feira em aumentar a luta contra o terrorismo e em "investir mais e melhor" na Aliança.

  • Trump empurra líder do Montenegro para ficar à frente na fotografia

    Mundo

    A reunião de líderes dos Estados-membros da NATO, que decorreu esta quinta-feira em Bruxelas, na Bélgica, ficou marcada por um momento insólito em que o Presidente norte-americano não quis abdicar de ficar no melhor plano possível nas fotografias de grupo. Nem que para isso tenha sido necessário empurar o líder de outro país.

  • O humor de John Kerry nas críticas a Trump
    0:40

    Mundo

    John Kerry criticou as ligações de Donald Trump com a Rússia durante um discurso de abertura, na Universidade de Harvard. O ex-secretário de Estado norte-americano disse, em tom de brincadeira, que se os jovens querem vingar na política, devem primeiro aprender a falar russo.