sicnot

Perfil

TSU/PEC

Parlamento debate a 3 de fevereiro apreciações parlamentares de PCP e BE sobre TSU 

A Assembleia da República vai debater a 03 de fevereiro as apreciações parlamentares de BE e PCP que pedem a revogação da descida da Taxa Social Única (TSU) prevista no decreto do Governo, segundo fonte parlamentar.

O decreto-lei que estabelece a descida da TSU em 1,25 pontos percentuais para os empregadores foi aprovado pelo Governo na segunda-feira e promulgado um dia depois pelo Presidente da República.

sta descida da TSU foi acordada em sede de concertação social entre o Governo e os parceiros sociais em dezembro -- à exceção da CGTP -- como forma de compensação do aumento do salário mínimo para 557 euros, que já está em vigor.

Lusa

  • TSU, o que está em causa?

    Economia

    A Taxa Social Única (TSU) que as empresas pagam pelos trabalhadores que beneficiam do aumento do salário mínimo vai descer 1,25 pontos percentuais, para 22,5% (atualmente é de 23,75%). Esta descida é a contrapartida encontrada em concertação social para compensar o aumento de encargos que as entidades patronais têm com o aumento do salário mínimo nacional para 557 euros. Este acordo entre Governo e parceiros sociais pode vir a ser revogado no Parlamento, através de uma conjugação de votos da esquerda e do PSD.

  • PCP pede revogação da TSU
    0:29

    TSU/PEC

    A Assembleia da República vai debater a 3 de fevereiro as apreciações parlamentares do Bloco de Esquerda e do PCP que pedem a revogação da descida da Taxa Social Única, prevista no decreto do Governo. O PCP espera que a questão possa ficar resolvida o mais depressa.

  • PS acusa PSD de fazer "jogada política"
    0:54

    TSU/PEC

    O PS voltou a reforçar que considera a redução da TSU uma medida adequada no sentido de ajudar os empresários e as pequenas e médias empresas a acomodar a sua situação face ao aumento da despesa salarial, que comportará a subida do ordenado minimo nacional. Carlos César, presidente da bancada socialista, voltou a criticar o PSD e acusou o partido de fazer "jogada política".

  • Polémica TSU. Cristas tem quatro propostas
    1:15

    TSU/PEC

    Além da intenção de manter 0,75 de redução da TSU para os patrões, Assunção Cristas revelou ainda que o CDS vai avançar com outras três medidas. Propostas que passam pelas IPSS, PMEs e pelo retomar a reforma do IRC diminuindo a taxa.

  • Cristas anuncia abstenção na TSU
    0:58

    TSU/PEC

    A líder do CDS anunciou esta manhã na SIC Notícias que os centristas vão abster-se na votação da apreciação parlamentar da descida da Taxa Social Única. Em entrevista ao "10 minutos", Assunção Cristas explicou que opta pela abstenção para "proteger o acordo de Concertação".

  • As zonas de guerra que o fogo deixou
    3:13

    País

    A chuva finalmente ajudou na luta contra as chamas e o que fica agora é um cenário de devastação no norte e centro do país. Morreram 37 pessoas, arderam centenas de casas e empresas e há críticas severas à falta de meios.

  • Visto do céu, Portugal é um país que se vestiu de negro
    3:28
  • Portugueses usam Facebook para marcar protestos contra incêndios

    País

    Os incêndios que têm acontecido este ano estão a causar revolta entre a população. Por essa razão, estão marcadas, através da rede social Facebook, várias manifestações para os próximos dias um pouco por todo o país. Os portugueses exigem a melhoria do sistema, para que as tragédias deste ano não se voltem a repetir.

  • "Estou a ficar sem água, vai ser um trabalho inglório"
    1:06
  • "Quem está no Governo tem sérias responsabilidades"
    1:07

    Opinião

    Pacheco Pereira aponta falhas do Estado, dos bombeiros e da Proteção Civil como causa dos incêndios que assolaram o país no passado domingo. O comentador da SIC considera que o Governo tem responsabilidade perante o que aconteceu.

  • Presidente das Indústrias de Madeira diz que fogos estão a afetar o setor
    0:39

    País

    A Associação das Indústrias de Madeira e Mobiliário desvaloriza que os industriais do setor possam comprar madeira mais barata, em resultado dos incêndios florestais. Em entrevista na SIC Notícias, o presidente da associação, Vítor Poças, considera que os fogos estão a prejudicar gravemente a indústria.