sicnot

Perfil

TSU/PEC

CDS defende que instituições não vivem os "melhores dias"

MANUEL DE ALMEIDA

O CDS-PP defendeu esta quarta-feira que o processo do chumbo da TSU revelou que as instituições não vivem os "melhores dias" e que "pela primeira vez" as forças que apoiam um Governo lhe retiram condições de cumprir a palavra.

"Se tudo isto é banal, uma maioria que se desfaz a cada dificuldade, um primeiro-ministro que mente no exercício de funções, um Governo que falta à palavra, se tudo isto ocorre pacificamente, o país e as suas instituições não estão, não podem estar, a viver os seus melhores dias", acusou o deputado Filipe Anacoreta Correia.

Numa intervenção no debate que culminou com o chumbo da descida da Taxa Social Única (TSU) paga pelos empregadores, conforme acordado em concertação social, como medida de compensação pelo aumento do salário mínimo nacional, o CDS reiterou que "o contexto em que ocorre esta votação é da exclusiva responsabilidade do Governo".

Filipe Anacoreta argumentou que este é "um Governo que tem o apoio de quem lhe retira condições de cumprir a sua palavra". "É pela primeira vez na nossa democracia que uma circunstância destas ocorre.

A geringonça continua a fazer história, infelizmente, para nós, por más razões. No CDS lamentamos esta ligeireza, esta falta de rigor, esta total ausência de sentido de Estado", declarou. Reiterando que os centristas privilegiam a concertação social e defendem um aumento de salário mínimo que seja decidido nessa sede, Filipe Anacoreta sublinhou que "o CDS é a favor de medidas que retirem custos de produção e ajudem as IPSS e a competitividade das empresas".

Filipe Anacoreta sublinhou as propostas que o CDS apresentará para compensar as empresas e as instituições sociais do chumbo da descida da TSU paga pelos empregadores. PSD, Bloco de Esquerda, PCP e PEV revogaram hoje no parlamento o decreto do Governo que previa uma descida temporária da TSU dos empregadores em 1,25 pontos percentuais como compensação pelo aumento do salário mínimo nacional para 557 euros em 2017. CDS e PAN abstiveram-se.

Lusa

  • Redução da TSU chumbada

    TSU/PEC

    A redução da Taxa Social Única para as empresas foi chumbada esta tarde no Parlamento, com os votos contra do PCP, Bloco de Esquerda, PEV e PSD e a abstenção do CDS-PP e do PAN.

  • Vieira da Silva mantém que o Governo entendia que este era um bom acordo
    0:36

    Economia

    Na reação logo a seguir ao chumbo da Taxa Social Única, o ministro do Trabalho disse que a questão agora voltar à discussão com os parceiros sociais. Vieira da Silva fez questão de vincar que, para o governo, este era um bom acordo de concertação social. Tal como esperado, a descida da TSU para os patrões foi chumbada esta tarde no Parlamento, com o PCP, o Bloco, Os verdes e o PSD a votarem juntos contra a medida.

  • Alternativa à TSU deve ser encontrada à esquerda, diz Medina
    0:43

    TSU/PEC

    Sobre a polémica em torno da TSU, Fernando Medina considera que a solução para o chumbo da medida deve ser encontrada entre os partidos à esquerda, porque daria um sinal importante ao PSD. O socialista e autarca de Lisboa não revela se a solução passará pela redução do Pagamento Especial por Conta.

  • Tudo isto circula na internet. Nada disto é verdade
    3:12
  • Peso dos salários na economia diminuiu
    2:34

    Economia

    Portugal é dos países onde o peso dos salários na economia mais diminuiu. Ou seja, os salários portugueses foram dos mais encolheram com a crise. A conclusão é da Organização Internacional do Trabalho que sublinha as implicações negativas ao nível social e económico.

  • Presidente do Montepio tranquiliza clientes do banco
    1:58

    Economia

    O presidente do Montepio garante que os clientes do banco podem estar seguros e reafirma que a instituição não tem qualquer exposição à Associação Mutualista. No programa da SIC Notícias Negócios da Semana, José Félix Morgado assumiu que é preciso separar ainda mais as duas instituições.

  • Inaugurado Ikea de Loulé
    3:51

    Economia

    Centenas de pessoas aguardavam à porta do Ikea de Loulé para a inauguração da nova loja no Algarve, uma semana depois do acidente que matou uma trabalhadora. A cerimónia decorreu de forma sóbria, ainda que com alguma pompa e circunstância.

  • Descoberta nova espécie de tiranossauro

    Mundo

    Uma nova espécie de dinossauros predadores, um tiranossauro com uma forma incomum de evolução, foi descoberta por uma equipa internacional de cientistas, segundo um artigo científico hoje publicado pela revista Nature.