sicnot

Perfil

TSU/PEC

Há acordo de princípio para alternativa à TSU

Há acordo de princípio para alternativa à TSU

O Governo e os parceiros sociais chegaram na noite passada a um entendimento para ultrapassar o chumbo da descida da Taxa Social Únicas no Parlamento. A revelação foi feita pelas confederações patronais na SIC Notícias.

A proposta apresentada por António Costa passa pelo Pagamento Especial por Conta das empresas. Os patrões aceitam a garantia de que será compensada no mesmo valor da descida da TSU.

"Há um acordo de princípio que retira por valor de idêntico montante em sede de Pagamento Especial por Conta", disse António Saraiva, presidente da Confederação Empresarial de Portugal (CIP), em declarações à SIC Notícias.

Segundo António Saraiva, o que a CIP exigia era uma "contrapartida de igual montante", de cerca de 40 milhões de euros. António Saraiva falava depois de um encontro hoje ao final do dia entre os representantes das empresas e industriais portugueses e o primeiro-ministro, António Costa, depois de o Parlamento ter revogado o decreto que baixava a Taxa Social Única (TSU) dos empregadores.

Para o presidente da Confederação do Comércio e Serviços de Portugal (CCP), João Vieira Lopes, a proposta do Governo ainda não é clara e deve ter em conta "todas as perturbações que o processo introduziu em termos de relação de confiança com o Governo e com o sistema político em geral".

"É preciso encontrar outras fórmulas que permitam restaurar o ambiente de confiança com as empresas, que estão preocupadas porque se habituaram ao longo dos anos que os acordos em concertação social fossem aceites por todos os órgãos do poder político em Portugal", insistiu.

A mesma opinião teve João Machado, presidente da Confederação de Agricultura de Portugal, sublinhando que é a "primeira vez que um acordo de concertação social é posto em causa por um órgão de soberania constitucional". "Preocupa-me como é que vamos ter palco no futuro para continuar a acordar coisas com o Governo (...), uma vez que o parlamento pode desrespeitar todas estas entidades", declarou.

Em relação ao acordo de princípio com o Governo, João Machado disse que o "PEC é talvez o pagamento que mais pode refletir o pagamento da TSU". "Temos de conhecer melhor a proposta. Do que depender de nós, temos toda a disponibilidade, assim que recebermos a proposta concreta, para perceber como pode ser melhorada", disse Francisco Calheiros, presidente da Confederação de Turismo de Portugal.

  • Passos chumba TSU para chumbar Marcelo

    Opinião

    Em 2012 o então Presidente Cavaco Silva foi essencial para alcançar um importante acordo de Concertação Social. Na altura não foi fácil para a UGT deixar a assinatura num acordo que trazia medidas duríssimas: os despedimentos eram facilitados, o subsídio de desemprego reduzido, apareciam os bancos de horas e cortavam-se férias e feriados. A troika estava em Portugal e o clima social e político, como todos nos lembramos, não podia estar mais crispado. Ainda assim, com um intenso e reconhecido trabalho de bastidores do então chefe de Estado, o acordo foi possível e acabou assinado em janeiro desse ano.

  • Maria Luís diz que descida da TSU era um incentivo perverso
    0:40

    TSU/PEC

    Maria Luís Albuquerque diz que o acordo que o Governo aprovou em concertação social era baseado num incentivo "perverso". A ex-ministra das Finanças esteve esta quarta-feira num jantar em Bruxelas em que comentou o chumbo da descida da TSU e a solução de um problema que considera que cabe ao Governo.

  • Redução da TSU chumbada

    TSU/PEC

    A redução da Taxa Social Única para as empresas foi chumbada esta tarde no Parlamento, com os votos contra do PCP, Bloco de Esquerda, PEV e PSD e a abstenção do CDS-PP e do PAN.

  • Coreia do Norte lança novo míssil balístico

    Mundo

    O Pentágono detetou esta sexta-feira mais um lançamento de um míssil balístico por parte da Coreia do Norte. O primeiro-ministro japonês já confirmou o lançamento, que terá atingido a zona económica exclusiva, no Mar do Japão.

  • Menino perdido na Praia da Luz foi levado à GNR por turista
    1:11

    País

    Um menino inglês, de sete anos, esteve desaparecido na quinta-feira na Praia da Luz, no Algarve, depois de se ter perdido dos pais. A GNR colocou duas equipas de investigação no local, mas ao fim de uma hora e meia o rapaz apareceu na esquadra de Lagos acompanhado por um turista a quem terá pedido ajuda.

  • Mais viagens mas menos turistas de Portugal
    1:22

    País

    Os residentes em Portugal - sejam portugueses ou estrangeiros - realizaram quatro milhões de viagens turísticas, só no primeiro trimestre do ano. Um aumento de mais de 6% nas viagens dentro do país face ao período homólogo e de mais de 15% nas viagens para fora, de avião. O estudo é do INE, o Instituto Nacional de Estatística, que permite fazer o retrato mais claro de quem viaja e porquê.

  • Algarve sozinho gera metade dos bens transacionáveis em Portugal
    4:14

    SIC 25 Anos

    O Algarve quase não tem indústria e os especialistas consideram que é excessivamente dependente do turismo. Ainda assim, sozinho contribui com metade do que Portugal gera em bens transacionáveis. A região tem problemas graves, como a falta de médicos e um custo de vida muito alto, mas continua a atrair a maior parte dos turistas e muitos estrangeiros decidem mesmo escolher a região para viver.