sicnot

Perfil

Crise na Ucrânia

Crise na Ucrânia

Crise na Ucrânia

Ucrânia aprova aumento das Forças Armadas para 250 mil tropas

O parlamento da Ucrânia aprovou hoje a ampliação das Forças Armadas para 250 mil homens, um aumento correspondente a 30 por cento, a semanas de se assinalar um ano de conflito armado no leste do país.

(Reuters/Arquivo)

A proposta de lei foi aprovada por 270 dos 423 deputados da Rada Suprema.

Em meados de janeiro, durante a ofensiva lançada pelos separatistas pró-russos contra o aeroporto de Donetsk (leste), as autoridades ucranianas anunciaram a mobilização de 50 mil homens.

A maioria dos novos militares será enviada para zonas vizinhas de Donetsk e Lugansk, onde os separatistas controlam menos de metade do território, para render as tropas que combatem os milicianos desde maio.

O conflito armado, iniciado em abril de 2014, já fez mais de mil mortos entre as forças governamentais.

Desde então, o governo de Kiev reinstaurou o serviço militar obrigatório e a mobilização parcial dos reservistas.



Lusa

  • SAD do Benfica duplica lucros

    Desporto

    O Benfica fechou a época passada com lucros de 44,5 milhões de euros, mais do dobro do registado na época anterior. São os mais elevados de que há registo.

  • Peritos mundiais debatem doenças neurodegenerativas em Lisboa
    3:04
  • "O Benfica é atacado e não há ninguém que fale e que dê a cara?"
    6:05
    O Dia Seguinte

    O Dia Seguinte

    2ªFEIRA 21:50

    Depois do artigo publicado no blog "Geração Benfica", Rui Gomes da Silva reiterou esta segunda-feira, em O Dia Seguinte da SIC Notícias, algumas das críticas à estrutura do clube. O antigo vice-presidente do Benfica defendeu Luís Filipe Vieira, Rui Vitória e Nuno Gomes. E acusou novamente Rui Costa de passividade e os vice-presidentes de não darem a cara. 

  • Governo aconselha pais a fazerem queixa de manuais em mau estado
    2:31
  • Acha que este padre sabe dançar?
    2:22