sicnot

Perfil

Crise na Ucrânia

Crise na Ucrânia

Crise na Ucrânia

Parlamento Europeu aprova ajuda suplementar de 1800 milhões à Ucrânia

O Parlamento Europeu aprovou esta quarta-feira, por larga maioria, uma ajuda financeira adicional de 1.800 milhões de euros para a Ucrânia, atingida por uma recessão profunda e pelos efeitos do conflito com os separatistas russos no leste do país.

O novo programa de assistência macrofinanceira, que também já obteve luz verde do Conselho de Ministros da União Europeia (UE), destina-se a ajudar a Ucrânia a ultrapassar os desafios que o país enfrenta, como a fragilidade da balança de pagamentos e a situação orçamental. (Arquivo)

O novo programa de assistência macrofinanceira, que também já obteve luz verde do Conselho de Ministros da União Europeia (UE), destina-se a ajudar a Ucrânia a ultrapassar os desafios que o país enfrenta, como a fragilidade da balança de pagamentos e a situação orçamental. (Arquivo)

© Marko Djurica / Reuters

O novo programa de assistência macrofinanceira, que também já obteve luz verde do Conselho de Ministros da União Europeia (UE), destina-se a ajudar a Ucrânia a ultrapassar os desafios que o país enfrenta, como a fragilidade da balança de pagamentos e a situação orçamental.

Também se pretende dar um contributo para que o novo Governo reformista reforce o país e enfrente os desafios económicos e políticos.

Para o desembolso da ajuda, a Ucrânia terá de continuar a aplicar o atual programa do Fundo Monetário Internacional (FMI) e executar as políticas económicas e financeiras que a Comissão Europeia e o governo ucraniano estabeleceram no memorando de entendimento.

A ajuda pode ser aplicada durante 2015 e até ao início de 2016, tratando-se da terceira destinada à Ucrânia desde 2010.
Lusa
  • "Só numa ditadura é possível tentar esconder o número de vítimas"
    0:51

    Tragédia em Pedrógão Grande

    O primeiro-ministro diz que é "lamentável" a tentativa de aproveitamento político à volta dos incêndios. António Costa esteve esta quarta-feira à tarde na Autoridade Nacional de Proteção Civil e, no final do briefing, disse que é preciso confiança nas instituições do Estado. O primeiro-ministro deixou ainda muitas críticas à oposição no caso da lista de vítimas de Pedrógão Grande.

  • Sociedade de Pneumologia recomenda cuidados com calor e incêndios

    País

    A Sociedade Portuguesa de Pneumologia (SPP) alertou esta quarta-feira para os riscos respiratórios decorrentes dos incêndios e temperaturas elevadas, sobretudo para quem sofre de doenças crónicas, propondo medidas preventivas e recordando o aumento de mortalidade associado ao calor.

  • E os 10 mais ricos de Portugal são...

    Economia

    A família Amorim lidera a lista dos mais ricos do país, com uma fortuna avaliada em 3840 milhões de euros. Em segundo lugar surge Alexandre Soares dos Santos com 2532 milhões de euros. A família Guimarães de Mello ainda entra para o top 3, com um valor de 1471 milhões de euros. A lista foi elaborada pela revista EXAME, que conclui que os ricos estão ainda mais ricos, pela quarta vez consecutiva.

    Bárbara Ferreira

  • "Estou grávida! Estou a morrer!"
    1:14
  • Mulher vive sozinha numa ilha há 40 anos

    Mundo

    Zoe Lucas é a única pessoa a viver numa ilha canadiana, no norte do Atlântico. Nas últimas quatro décadas, a mulher de 67 tem partilhado a ilha Sable com cerca de 400 cavalos selvagens e 350 espécies de pássaros.