sicnot

Perfil

Crise na Ucrânia

Crise na Ucrânia

Crise na Ucrânia

PM ucraniano diz que abate do MH17 foi "operação dos serviços secretos russos"

O primeiro-ministro ucraniano, Arseni Iatseniuk, afirmou hoje que o abate do voo MH17 por um míssil russo sobre o leste da Ucrânia em julho de 2014 foi uma "operação dos serviços secretos russos".

© Sergei Karpukhin / Reuters

"Pessoalmente não tenho nenhuma dúvida de que foi uma operação planeada pelos serviços secretos russos para abater um avião civil", disse o primeiro-ministro, na abertura do Conselho de Ministros em Kiev.

A queda do avião da Malaysia Airlines, que provocou a morte a todas as 298 pessoas que seguiam a bordo, é atribuída pela Rússia às forças ucranianas que combatem os separatistas pró-russos no leste do país e pelos aliados ocidentais de Kiev às forças separatistas e ao apoio militar que lhe é dado pela Rússia.

"Temos a certeza de que (a operação) foi feita a partir de território que estava sob controlo exclusivo de combatentes russos", disse Iatseniuk.

"E também não há dúvida de que separatistas bêbados não sabem usar estes sistemas BUK", prosseguiu o primeiro-ministro, referindo-se ao tipo de míssil que os investigadores identificaram como tendo atingido o avião. "O que isto significa é que estes sistemas só são operados por militares russos treinados" para o fazer, acrescentou.

O Departamento de Segurança da Holanda, país de onde era natural a maioria das vítimas, deve apresentar hoje o relatório final sobre a investigação ao acidente. Segundo o jornal holandês Volkskrant, o relatório concluiu que o aparelho foi atingido por um míssil BUK, de fabrico russo.

O relatório não visa no entanto apontar responsabilidades, mas apenas pormenores do acidente, pelo que o Presidente ucraniano, Petro Poroshenko, pediu ao primeiro-ministro holandês, Mark Rutte, que promova um inquérito penal para permitir a identificação e julgamento dos responsáveis.

Lusa

  • Hoje é notícia 

    País

    O PSD leva a debate parlamentar a reprogramação do atual quadro comunitário, desafiando os partidos a pronunciarem-se sobre a proposta inicial do Governo, que considera "não servir o país". Os parceiros sociais e o Governo reúnem-se na Concertação Social para discutirem o Programa Nacional de Reformas. O Sporting de Braga procura alcançar o Sporting no 3º lugar da I Liga, ao defrontar o Marítimo na abertura da 31.ª jornada. Estas e outras notícias marcam a atualidade desta sexta-feira.

  • É importante que "as pessoas não tenham medo" de denunciar o tráfico humano
    0:48

    País

    Manuel Albano, relator nacional para o tráfico de pessoas, concorda com a ideia de que é necessário continuar a investir na inspeção e na fiscalização para travar o tráfico de seres humanos, mas rejeita a denúncia do sindicato dos trabalhadores do SEF, que esta quinta-feira alertou para a "falta de controlo".

  • Trocar a economia pela dança
    7:21
  • Salas de consumo assistido previstas na lei há 17 anos
    3:01

    País

    Dezassete anos depois, Lisboa vai ter as primeiras salas de consumo assistido, vulgarmente conhecidas como salas de chuto. O objetivo é apoiar os mais de 1400 toxicodependentes sinalizados e evitar a propagação de doenças.

  • O que faz um guaxinim às duas da manhã num quartel de bombeiros?

    Mundo

    Os animais são muitas vezes os protagonistas de histórias incríveis ou até insólitas. Desde o cão mais pequeno ao urso mais assustador. Desta vez, o principal interveniente é um guaxinim, que foi levado até um quartel de bombeiros por uma dona muito preocupada. Porquê? O animal estava sob o efeito de drogas.

    SIC

  • "Por vezes até as princesas da Disney ficam apavoradas"

    Mundo

    A atriz norte-americana Patti Murin foi esta semana elogiada nas redes sociais por se preocupar com a sua saúde mental e não ter problemas em falar sobre o assunto. A artista faltou a um espetáculo da Disney, onde ia atuar, devido a um ataque de ansiedade.

    SIC