sicnot

Perfil

Crise na Ucrânia

Crise na Ucrânia

Crise na Ucrânia

Rússia diz-se desiludida com investigação à queda do voo MH17

A diplomacia russa manifestou-se, esta quarta-feira, "desiludida" com o relatório "parcial e politicamente motivado" que concluiu que o voo MH17 da Malaysia Airlines foi abatido por um míssil levado da Rússia para o leste da Ucrânia.

"A Rússia está desiludida com o facto de a investigação da catástrofe do Boeing não mudar. As conclusões confirmam que a investigação é parcial e politicamente motivada", afirmou a porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros russo, Maria Zakharova, num comunicado.

O texto acusa a Equipa de Investigação Conjunta, uma equipa internacional liderada pela Holanda, de integrar peritos da Ucrânia, parte interessada no desastre, e de ignorar as informações prestadas pela Rússia, que acusou Kiev de abater o avião de passageiros.

Wilbert Paulissen, chefe da equipa de investigadores, apresentou hoje de manhã as conclusões da investigação, entre as quais a de que "o voo MH17 foi abatido por um míssil BUK, da série 9M83, proveniente do território da Federação Russa".

O avião de passageiros, um Boeing 777, foi abatido a 17 de julho de 2014 sobre o leste da Ucrânia, numa zona sob controlo dos separatistas pró-russos, matando todas as 198 pessoas que seguiam a bordo, entre as quais havia 196 cidadãos holandeses.

Lusa

  • Costa de Metro de Odivelas para Lisboa para relembrar corrida entre burro e Ferrari
    2:55

    Autárquicas 2017

    António Costa começou hoje o dia de campanha em Odivelas, para uma viagem de Metro até Lisboa, em que recordou a célebre corrida entre um burro e um Ferrari que protagonizou em 1993 quando foi canditado do PS à Câmara de Loures. Foi nesta cidade, onde ontem à noite, que desferiu um violento ataque a Pedro Passos Coelho, acusando-o de transformar o PSD num partido que não é digno de um Estado democrático.

  • O aeroporto de Beja, um "elefante branco" na planície alentejana
    4:33
  • Paciente há 15 anos em estado vegetativo consegue seguir objetos e mexer a cabeça

    Mundo

    Um homem de 35 anos, que ficou em estado vegetativo após um acidente de viação há 15 anos, deu sinais de consciência depois de lhe ter sido aplicada uma nova técnica de estimulação nervosa. Cirurgiões implantaram no paciente um pequeno aparelho que estimula o nervo vago, responsável pela ligação nervosa entre o cérebro e o resto do corpo. A intervenção aconteceu em França e a descoberta foi publicada na revista científica Current Biology.