sicnot

Perfil

Crise na Ucrânia

Crise na Ucrânia

Crise na Ucrânia

Líder dos rebeldes ucranianos morto em atentado em Donetsk

© Sergei Karpukhin / Reuters

Um comandante militar dos rebeldes ucranianos pró-Rússia morreu este domingo, na sequência de uma explosão em Donetsk. De acordo com a imprensa local, a bomba foi colocada no elevador do prédio onde Arseni Pavlov vivia.

O líder da República Popular de Donetsk já veio dizer que o atentado é uma declaração de guerra do Presidente ucraniano. Petro Porochenko "violou a trégua e declarou guerra", disse Alexander Zakhartchenko à comunicação social.

A explosão do engenho causou também a morte chefe de um segurança de Pavlov, informou um soldado com o emblema da unidade Sparta, comandada pelo dirigente militar do rebeldes pró-Rússia.

"Foi uma operação do serviço ucraniano ou um golpe dos nossos", afirmou à France Press o soldado, que pediu anonimato.

Arseni Pavlov, conhecido por "Motorola", participou nas principais batalhas contra as forças ucranianas, junto ao aeroporto de Donetsk, em Slaviansk, Ilovaisk e Debaltsevo. Segundo as autoridades locais, tinha escapado ao atentado de junho, em Donetsk.

O conflito entre separatistas e o Governo ucraniano teve inicio em 2014 e já fez mais de 9.600 vitimas mortais.

  • A Verdade sobre a Mentira
    35:13
  • Elemento dos Super Dragões com medida de coação mais gravosa
    1:37

    Desporto

    Os seis arguidos da Operação Jogo Duplo, que investiga crimes de corrupção e viciação de resultados na II Liga de futebol, saíram em liberdade. A medida de coação mais gravosa é para um membro da claque Super Dragões, que terá de pagar uma caução de 5 mil euros.

  • "A Venezuela sofreu um Madurazo"
    0:32
  • "Leiam os meus lábios. Não!"
    0:12

    Mundo

    Vladimir Putin participou esta quinta-feira numa conferência, no Ártico. Questionado sobre se a Rússia tinha interferido nas últimas eleições dos Estados Unidos da América, o Presidente voltou a negar qualquer interferência, com uma frase que pensava pertencer a Ronald Reagan, mas que na verdade foi proferida por George Bush.

  • A provocação de Juncker a Trump
    0:40

    Mundo

    Jean-Claude Juncker lançou esta quinta-feira uma provocação a Donald Trump. No último dia do congresso do PPE, o presidente da Comissão Europeia disse que, se Trump incentivar outros países a sair da União Europeia, ele próprio vai apoiar a independência do Ohio e do Texas