sicnot

Perfil

Vírus Zika

Vírus Zika

Vírus Zika

Estudo conclui que vírus Zika representa uma ameaça para a saúde humana

O Instituto Pasteur estudou pela primeira vez a sequência genética do vírus Zika, transmitido por mosquitos tal como o dengue, e que representa uma ameaça para a saúde humana, embora a infeção passe muitas vezes despercebida.

(Arquivo/Reuters)

(Arquivo/Reuters)

REUTERS

A estirpe do vírus em circulação na América desde 2015 já provocou uma epidemia "sem precedentes", segundo o instituto francês, que salientou que o estudo vai ajudar a compreender a sua evolução para desenvolver ferramentas de diagnóstico.

O Zika foi identificado pela primeira vez no Uganda em 1947, num macaco.

O vírus pertence à mesma família do dengue e da febre-amarela e os primeiros casos detetados em humanos foram registados em 1968, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS).

Na maioria dos casos (entre 70 e 80%), a infeção passa despercebida e os sintomas são do tipo gripal com erupções cutâneas.

O Zika pode também manifestar-se através de uma conjuntivite ou por dor nos olhos, assim como por inchaço nos pés e nas mãos.

Até agora, nenhuma morte causada pelo vírus foi registada, segundo a agência norte-americana para a monitorização e prevenção de doenças.

Mas, dois tipos de complicações graves têm sido descritas, nomeadamente complicações neurológicas e malformações em fetos de pacientes do sexo feminino, o que obriga a uma "vigilância do surto", referiu o Ministério da Saúde francês.

Não existe nenhum medicamento ou vacina específica contra o vírus. O único tratamento passa pela ingestão de analgésicos para reduzir a dor.

Para proteção, o Ministério da Saúde francês recomenda que se evite ser picado por mosquitos, usando roupas largas, repelentes e mosquiteiros.

As mulheres grávidas devem estar especialmente vigilantes.

Depois de ter sido detetado em África, Ásia e Pacífico, a doença atingiu o continente americano em 2015, com o Brasil a ser o país mais afetado.

O Ministério da Saúde alerta que o vírus pode chegar ao sul da Europa, especialmente a França, entre maio e novembro.

Lusa

  • Sismo de magnitude 4,0 provoca um morto em Nápoles

    Mundo

    Um sismo de magnitude 4,0 na escala de Richter atingiu esta segunda-feira a ilha de Ísquia no golfo de Nápoles, no mar Tirreno, no sul de Itália. De acordo com o jornal La Stampa uma mulher terá morrido e dois feridos estarão em perigo de vida.

  • A easyJet não está a oferecer bilhetes no Facebook. Cuidado, é uma burla

    País

    Se esteve no Facebook nos últimos dias, provavelmente reparou na oferta de dois bilhetes para uma viagem da easyJet, a propósito do 22.º aniversário da companhia aérea britânica. Uma viagem para dois tinha tudo para correr bem, não fosse um esquema de burla, criado para obter os dados pessoais dos utilizadores que partilham a publicação na rede social.

  • Brasileiros procuram Portugal
    3:59

    País

    Viver em Portugal é hoje em dia um grande sonho da classe média brasileira. De acordo com o Ministério dos Negócios Estrangeiros, só em 2016, o número de vistos de residência aumentarem em mais de 30%. A língua, a segurança e a qualidade de vida são as razões apontadas para a mudança. Todos os dias, no consulado português no Rio de Janeiro, para a obtenção de vistos.

  • Big Ben em silêncio durante quatro anos
    2:15

    Mundo

    Esta segunda-feira ficou marcada pelas últimas badaladas dos famosos sinos do Big Ben, em Londres, no Reino Unido. A torre, na qual está instalada o relógio mais famoso do mundo, vai entrar em obras e os sinos só vão voltar a tocar em 2021.

  • Garrafa lançada ao mar em Rhodes recebe resposta de Gaza
    1:43

    Mundo

    A história parece de filme, mas aconteceu numa praia de Gaza. Um casal britânico lançou uma garrafa com uma mensagem ao mar, em julho, na ilha grega de Rhodes. A garrafa foi encontrada por um pescador numa praia de Gaza, que aproveitou para enviar a resposta, na qual falou sobre as restrições impostas por Israel.