sicnot

Perfil

Vírus Zika

Vírus Zika

Vírus Zika

Cinco casos de vírus Zika confirmados em Portugal, todos importados do Brasil

Portugal registou cinco casos de vírus Zika, transmitido por picada de mosquitos infetados e associado a complicações neurológicas e malformações em fetos, todos eles importados do Brasil, segundo fonte do instituto que realiza as análises. A DGS diz que há um sexto caso ainda por confirmar.

reuters

De acordo com o Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge (INSA), que faz o diagnóstico de doença por vírus Zika, os cinco casos detetados em Portugal referem-se a cidadãos que contraíram a infeção quando estavam no Brasil, tratando-se, portanto, de casos importados.

O vírus Zika é transmitido aos seres humanos por picada de mosquitos infetados, não se transmitindo de pessoa para pessoa.

Segundo a Direção Geral da Saúde (DGS), "os sintomas e sinais clínicos da doença são, em regra, ligeiros: febre, erupções cutâneas, dores nas articulações, conjuntivite, dores de cabeça e musculares".

"Com menor frequência, podem ainda ocorrer dores nos olhos e sintomas gastrointestinais. Há suspeitas (ainda não inteiramente comprovadas) de que a doença possa provocar alterações fetais durante a gravidez, em particular microcefalia", acrescenta a DGS.

Foram notificados casos de doença por vírus Zika em vários países: Brasil, Cabo Verde, Colômbia, El Salvador, Fiji, Guatemala, México, Nova Caledónia, Panamá, Paraguai, Porto Rico, Samoa, Ilhas Salomão, Suriname, Vanuatu, Venezuela, Martinica, Guiana Francesa e Honduras.

Na passada segunda-feira, a Organização Mundial de Saúde (OMS) alertou que o vírus Zika vai continuar a espalhar-se pelo continente americano.

  • Direção-Geral de Saúde garante estar atenta ao vírus Zika
    1:53

    Vírus Zika

    O vírus Zika continua a preocupar, sobretudo, o Brasil, neste momento a enfrentar uma verdadeira epidemia, a Colômbia, El Salvador e outros países da América Latina e Caraíbas. Em Portugal, os quatro casos registados de mulheres regressadas de Fortaleza estão controlados e a revelar melhorias. A SIC falou com a Direção-Geral de Saúde que garante estar atenta embora, pelo menos, no Continente não haja riscos de contágio por este vírus.

  • Fuga de Vale de Judeus em junho de 1975 no Perdidos e Achados
    0:36

    Perdidos e Achados

    Prisão Vale de Judeus, final de tarde de domingo, dia 29 de junho de 1975. O plano da fuga terá sido desenhado por uma vintena de homens. Serrada a presiana metálica era preciso passar, para fora do edifício, as cabeceiras dos beliches onde os presos dormiam. Ao longo de cerca de uma hora 89 detidos, agentes da PIDE/DGS, a Polícia Internacional e de Defesa do Estado português extinta depois da revolução de 1974, fogem do estabelecimento prisional.

    Segunda-feira no Jornal da Noite