sicnot

Perfil

Vírus Zika

Vírus Zika

Vírus Zika

Vírus Zika leva Honduras a declarar estado de emergência

O Presidente das Honduras, Juan Orlando Hernández, declarou, esta segunda-feira, o estado de emergência nacional devido à propagação do vírus do Zika, que afetou 3.700 pessoas no país desde o passado mês de dezembro.

© Jorge Cabrera / Reuters

O estado de emergência foi decretado na sessão do Conselho de Ministros, dirigido pelo Presidente Hernández, escreveu a ministra adjunta de Estratégia e Comunicação, Hilda Hernández, numa mensagem na sua conta na rede social Twitter.

A ministra da Saúde hondurenha, Yolany Batres, afirmou na segunda-feira que o país contabiliza apenas este ano 3.649 casos de infeções do vírus Zika, os quais se juntam aos 51 registados em dezembro último, quando foi detetado o primeiro caso.

Do Conselho de Ministros também saiu a ordem para ativar o Sistema Nacional de Gestão de Riscos (Sinager) para coordenar e reforçar as medidas preventivas face à propagação do Zika.

Horas antes, o Comité de emergência da Organização Mundial de Saúde (OMS) decidiu que os casos de microcefalia e de desordens neurológicas surgidas no Brasil constituem uma emergência sanitária de alcance internacional, mas não o vírus Zika, por não ter sido comprovada relação entre ambos.

A OMS confirmou que, até à data, foram detetados casos em 25 países e territórios das Américas.

Lusa

  • Cinco anos depois do incêndio na Serra do Caldeirão
    5:24
  • Destaques económicos que marcaram a semana
    2:03

    Economia

    A semana ficou marcada pela tragédia provocada pelos incêndios no centro do país. No entanto importa olhar para o que se passou noutras áreas e fazer um resumo das notícias relacionadas com a economia. 

  • Martin Schulz ataca Merkel a três meses das legislativas

    Mundo

    O social-democrata alemão Martin Schulz passou este domingo à ofensiva, a três meses das eleições legislativas, ao acusar Angela Merkel de "arrogância" e de sabotar a "democracia", quando as sondagens apontam para uma larga vantagem da chanceler da Alemanha.

  • Martha, a cadela mais feia do mundo
    0:42

    Mundo

    A cadela Martha, de raça mastim napolitano ficou em primeiro lugar na edição anual do concurso que elege os cães mais feios do mundo. A cadela tem três anos, pesa 57 quilos e foi resgatada pela dona quando estava praticamente cega. Acabou por recuperar a visão depois de várias operações. Martha e a dona receberam um prémio de 1.500 dólares e uma viagem a Nova Iorque para marcarem presença em programas de televisão.