sicnot

Perfil

Vírus Zika

Vírus Zika

Vírus Zika

Atletas dos EUA e do Quénia podem falhar Rio2016

O Comité Olímpico dos Estados Unidos informou, esta segunda-feira, que os seus atletas podem consideram não disputar os Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro, em agosto, por causa da preocupação com o vírus da Zika. Posição idêntica foi anunciada esta terça-feira pelo Quénia. Ambos os países têm atletas de alto nível, os Estados Unidos em várias modalidades e o Quénia tem conquistado medalhas olímpicas em diversas especialidades do atletismo.

© Josue Decavele / Reuters

De acordo com a agência Reuters, atletas, funcionários e dirigentes de federações desportivas norte-americanas discutiram a questão e o presidente do Comité Olímpico dos EUA (USOC), Donald Anthony, afirmou que "caso os atletas não se sintam confortáveis podem considerar não ir aos Jogos".

O organismo garantiu também, em comunicado, que os EUA "aguardam ansiosamente pelos Jogos Olímpicos", reiterando que não desaconselhará os atletas a competir pelo seu país.

"Os relatórios que aconselham os atletas norte-americanos a reconsiderarem competir no Rio de Janeiro, em virtude do vírus Zika, são cem por cento imprecisos", referiu o USOC.

O Comité Olímpico dos Estados Unidos garantiu, no entanto, que mantém "permanentes discussões internas de esclarecimento sobre os riscos da propagação e contaminação do vírus Zika".

Os EUA lideraram o quadro de medalhas nas Olimpíadas de Londres, em 2012, com total de 104 medalhas: 46 de ouro, 29 de prata e 29 de bronze.

O Comité Olímpico do Quénia tomou também uma posição em relação à presença dos seu atletas no Rio2016. A ameaça do vírus Zika está a preocupar os responsáveis desportivos deste país africano.

"Obviamente, não vamos arriscar a enviar quenianos para lá, se o vírus Zika atingir elevados níveis de transmissão", disse Kipchoge Keino, dirigente do Comité Olímpico do Quénia, à agência Reuters.

  • Paulo Macedo pede calma para o bem do banco
    1:45

    Caso CGD

    Paulo Macedo falou pela primeira vez desde que foi eleito o novo Presidente da Caixa Geral de Depósitos e, para o bem do banco público, pediu calma a todos. Passos Coelho veio dizer que a recapitalização da Caixa pode ter de ser feita no verão do próximo ano para salvaguardar o défice deste ano. Já António Costa preferiu não comentar as declarações de Passos e diz que o banco público há muito que precisava de ser recapitalizado.

  • Condutores continuam com dúvidas em como circular numa rotunda
    2:06

    País

    Circular nas rotundas continua a ser um problema para muitos condutores. Cerca de 3 mil foram multados nos últimos três anos depois da entrada em vigor do novo código, os números são avançados pela Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária. Os instrutores de condução dizem que a medida provoca mais confusão nas horas de ponta.

  • O que aconteceu à menina síria que relatava a guerra no Twitter?
    1:59
  • Youtuber Miguel Paraiso escreveu uma paródia musical para a Reportagem da SIC "Renegados"
    1:27

    Grande Reportagem SIC

    O youtuber Miguel Paraiso escreveu uma paródia musical para a Grande Reportagem SIC "Renegados". Desde ontem já teve 67 mil visualizações no Facebook. Imagine que ia renovar o cartão de cidadão e diziam-lhe que afinal não é português? Mesmo tendo nascido, crescido, estudado e trabalhado sempre em Portugal? Foi o que aconteceu a inúmeras pessoas que nasceram depois de 1981, quando a lei da nacionalidade foi alterada.«Renegados» é como se sentem estes filhos de uma pátria que os excluiu. Para ver, esta quarta-feira, no Jornal da Noite da SIC.

  • "A nossa guerra não deixou heróis, só vilões e vítimas"
    5:26

    Mundo

    Luaty Beirão é o rosto mais visível de um movimento de contestação ao regime angolano que começou em 2011, ano da Primavera árabe. Mas a par dos 15+2, mediatizados num processo que os condenou por lerem um livro, outros activistas arriscam diariamente a liberdade.