sicnot

Perfil

Vírus Zika

Vírus Zika

Vírus Zika

DGS aconselha uso de preservativo como medida preventiva do Zika

A Direção-Geral de Saúde (DGS) acrescentou às medidas de prevenção contra o vírus Zika a utilização de preservativo em relações sexuais, durante seis meses no caso de homens infetados ou durante 28 dias caso não existam sintomas.

A Direção-Geral de Saúde aconselha a utilização de vestuário adequado para diminuir a exposição corporal à picada, o alojamento com ar condicionado, a utilização de redes mosquiteiras, a utilização de preservativo em relações sexuais e seguir as recomendações das autoridades locais do país.

A Direção-Geral de Saúde aconselha a utilização de vestuário adequado para diminuir a exposição corporal à picada, o alojamento com ar condicionado, a utilização de redes mosquiteiras, a utilização de preservativo em relações sexuais e seguir as recomendações das autoridades locais do país.

© Ina Fassbender / Reuters

"Os cidadãos que se deslocam para áreas afetadas devem adotar medidas de proteção sexual, nomeadamente o uso do preservativo", lê-se numa atualização do boletim de orientação da DGS para o vírus Zika, originalmente divulgado a 15 de janeiro e atualizado na segunda-feira, que está disponível na página da internet daquela entidade.

No caso de um homem que regresse "de área afetada", caso este apresente sintomas deve, além de "realizar tratamento sintomático", "utilizar preservativo nas relações sexuais durante seis meses, à luz do princípio da precaução e segundo os conhecimentos atualizados". Caso não apresente sintomas, deve "utilizar preservativo nas relações sexuais durante 28 dias".

Segundo a DGS, a principal medida de prevenção é "a proteção contra a picada de mosquito". Nomeadamente, "utilizar vestuário adequado para diminuir a exposição corporal à picada", "optar preferencialmente por alojamento com ar condicionado", "utilizar redes mosquiteiras", "ter especial atenção aos períodos do dia em que os mosquitos do género 'Aedes' picam mais frequentemente (a meio da manhã e desde o entardecer ao por do sol)", e "aplicar repelentes observando as instruções do fabricante".

Aos cidadãos que se desloquem aos países afetados com o vírus, como o Brasil e a Colômbia, a DGS aconselha: "antes do início da viagem devem procurar aconselhamento em Consulta do Viajante"; "as grávidas não devem deslocar-se, neste momento, para zonas afetadas"; "as pessoas imunocomprometidas ou com doenças crónicas graves devem obter aconselhamento junto do seu médico antes de planear uma viagem a uma área afetada"; "no país de destino seguir as recomendações das autoridades locais".

A DGS aconselha aos cidadãos "provenientes de uma área afetada" e que apresentem, "até 28 dias após a data de regresso, sintomatologia sugestiva de infeção por vírus Zika" que contactem a linha Saúde 24 (808 24 24 24).

Lusa

  • Europol deteve grupo que vendia euros falsos na Darkweb

    Mundo

    A Europol anunciou hoje a detenção de oito pessoas suspeitas de pertencerem a um grupo criminoso considerado como um dos maiores fornecedores de euros falsos vendidos online, no âmbito de uma operação realizada pelas autoridades italianas.