sicnot

Perfil

Vírus Zika

Vírus Zika

Vírus Zika

DGS aconselha uso de preservativo como medida preventiva do Zika

A Direção-Geral de Saúde (DGS) acrescentou às medidas de prevenção contra o vírus Zika a utilização de preservativo em relações sexuais, durante seis meses no caso de homens infetados ou durante 28 dias caso não existam sintomas.

A Direção-Geral de Saúde aconselha a utilização de vestuário adequado para diminuir a exposição corporal à picada, o alojamento com ar condicionado, a utilização de redes mosquiteiras, a utilização de preservativo em relações sexuais e seguir as recomendações das autoridades locais do país.

A Direção-Geral de Saúde aconselha a utilização de vestuário adequado para diminuir a exposição corporal à picada, o alojamento com ar condicionado, a utilização de redes mosquiteiras, a utilização de preservativo em relações sexuais e seguir as recomendações das autoridades locais do país.

© Ina Fassbender / Reuters

"Os cidadãos que se deslocam para áreas afetadas devem adotar medidas de proteção sexual, nomeadamente o uso do preservativo", lê-se numa atualização do boletim de orientação da DGS para o vírus Zika, originalmente divulgado a 15 de janeiro e atualizado na segunda-feira, que está disponível na página da internet daquela entidade.

No caso de um homem que regresse "de área afetada", caso este apresente sintomas deve, além de "realizar tratamento sintomático", "utilizar preservativo nas relações sexuais durante seis meses, à luz do princípio da precaução e segundo os conhecimentos atualizados". Caso não apresente sintomas, deve "utilizar preservativo nas relações sexuais durante 28 dias".

Segundo a DGS, a principal medida de prevenção é "a proteção contra a picada de mosquito". Nomeadamente, "utilizar vestuário adequado para diminuir a exposição corporal à picada", "optar preferencialmente por alojamento com ar condicionado", "utilizar redes mosquiteiras", "ter especial atenção aos períodos do dia em que os mosquitos do género 'Aedes' picam mais frequentemente (a meio da manhã e desde o entardecer ao por do sol)", e "aplicar repelentes observando as instruções do fabricante".

Aos cidadãos que se desloquem aos países afetados com o vírus, como o Brasil e a Colômbia, a DGS aconselha: "antes do início da viagem devem procurar aconselhamento em Consulta do Viajante"; "as grávidas não devem deslocar-se, neste momento, para zonas afetadas"; "as pessoas imunocomprometidas ou com doenças crónicas graves devem obter aconselhamento junto do seu médico antes de planear uma viagem a uma área afetada"; "no país de destino seguir as recomendações das autoridades locais".

A DGS aconselha aos cidadãos "provenientes de uma área afetada" e que apresentem, "até 28 dias após a data de regresso, sintomatologia sugestiva de infeção por vírus Zika" que contactem a linha Saúde 24 (808 24 24 24).

Lusa

  • Estamos quase na hora de verão

    País

    Esta madrugada muda a hora. Quando for 1h00, os relógios adiantam para as 2h00. Será uma noite com menos tempo de sono, mas os dias vão ficar mais longos com o chamado horário de verão.

  • Hora do Planeta, apagam-se as luzes para despertar consciências
    2:19
  • Divorciados vão poder dividir filhos no IRS 

    Economia

    Os divorciados vão passar a poder dividir os filhos no IRS (imposto sobre o rendimento singular) e o Governo está a estudar soluções para que em 2018 haja um novo sistema para lidar com a guarda conjunta de filhos.

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Ataques aéreos dos EUA em Mossul podem ter causado a morte de 200 civis
    1:22
  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.

  • Quando o cancro chega por mero acaso
    1:55

    Mundo

    Cerca de dois terços das mutações que ocorrem nas células cancerígenas devem-se ao acaso, segundo um estudo da Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos. Em Portugal, o Diretor do Programa Nacional Doenças Oncológicas alerta para a importância de um diagnóstico precoce e um estilo de vida saudável como forma de reduzir a fatalidade.