sicnot

Perfil

Vírus Zika

Vírus Zika

Vírus Zika

Zika permanece no sémen mesmo após infeção

Vestígios do vírus Zika foram detetados no sémen de um britânico dois meses após ter sido infetado.

Transmitido pela picada de mosquitos do género 'Aedes', o Brasil é o país mais atingido no mundo pela epidemia de Zika, com 1,5 milhões de doentes e três mortes confirmadas.

Transmitido pela picada de mosquitos do género 'Aedes', o Brasil é o país mais atingido no mundo pela epidemia de Zika, com 1,5 milhões de doentes e três mortes confirmadas.

© Edgar Su / Reuters

A revelação foi feita hoje pelas autoridades de saúde britânicas, o que sugere que o vírus pode continuar no sémen de um homem muito tempo depois de deixar de ter os sintomas da infeção.

O homem de 68 anos foi infetado há dois anos na Polinésia Francesa. As primeiras análises ao sangue foram feitas quando o indivíduo apresentou febre. Nos testes realizados 62 dias após os primeiros sintomas, continuou a acusar a presença do vírus no sémen.

  • Advogados de Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático
    2:13

    Operação Marquês

    Os advogados de José Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático e garantem que o antigo primeiro-ministro nunca favoreceu Ricardo Salgado ou o Grupo Espirito Santo. Segundo o Expresso, o presidente da Escom, Helder Bataglia, terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, alegadamente para o amigo José Sócrates.

  • Marcelo diz que é hora de valorizar o poder local
    0:40

    País

    O Presidente da República diz que este é o momento para valorizar o poder local. Sobre a descida da Taxa Social Única, Marcelo Rebelo de Sousa recusou comentar e negou que haja crispação politica entre Governo e oposição.

  • Marine Le Pen diz que Brexit terá efeito dominó na UE
    0:39

    Brexit

    Marine Le Pen diz que o Brexit vai ter um efeito dominó na União Europeia. Durante um congresso da extrema-direita, a líder da Frente Nacional francesa afirmou que a Europa vai despertar este ano em que estão marcadas eleições em vários países, como a Alemanha e a Holanda.