sicnot

Perfil

Vírus Zika

Vírus Zika

Vírus Zika

Primeiro caso de Zika na Rússia é de mulher infetada na República Dominicana

A Rússia anunciou hoje o primeiro caso de infeção pelo vírus Zika no país, numa mulher infetada na República Dominicana, para onde viajou de férias.

© Leonhard Foeger / Reuters

De acordo com o departamento de Consumo (Rozpotrebnadzor), a doente foi hospitalizada em Moscovo e "o seu estado é satisfatório".

"As análises laboratoriais revelaram a presença do vírus Zika na doente", explicou a mesma fonte.

As autoridades sanitárias russas mantêm sob observação os familiares mais próximos da mulher infetada.

O avião no qual a mulher, residente em Moscovo, regressou à Rússia foi desinfetado "para evitar riscos para a saúde dos passageiros", acrescentou.

O vírus Zika foi detetado em cerca de 30 países da América Latina e Caraíbas.

A 01 de fevereiro, a Organização Mundial de Saúde declarou uma emergência de saúde internacional devido à possível relação entre os casos de microcefalia em recém-nascidos registados no Brasil com o vírus Zika.

Transmitido pela picada de mosquitos do género 'Aedes', o Brasil é o país mais atingido no mundo pela epidemia de Zika, com 1,5 milhões de doentes e três mortes confirmadas, seguindo-se a Colômbia (22.600 casos).

Lusa

  • Incêndio de Setúbal "quase dominado"
    4:04

    País

    O incêndio que deflagrou segunda-feira em Setúbal está "quase dominado", segundo informações da presidente da Câmara. Maria das Dores Meira diz que não há feridos a registar e que os habitantes já vão regressando a casa. Para ajudar no combate ao fogo foram enviados meios de Lisboa.

  • "Lancei um tema que os portugueses há muito queriam discutir"
    11:26
  • Danos Colaterais 
    18:55
    Reportagem Especial

    Reportagem Especial

    Jornal da Noite

    Nos últimos oito anos a banca perdeu 12 mil profissionais. A dimensão de despedimentos no setor é a segunda maior da economia portuguesa, só ultrapassada pela construção civil. A etapa mais complexa da história começou em 2008, com a nacionalização do BPN. Desde então, as saídas têm sido a regra. A reportagem especial desta terça-feira, "Danos Colaterais", dá voz aos despedidos da banca.