sicnot

Perfil

Vírus Zika

Vírus Zika

Vírus Zika

Organização Mundial de Saúde disponibliza 50 milhões para combater o Zika

A Organização Mundial de Saúde lançou um plano global para orientar a resposta internacional à propagação do vírus Zika e as malformações neonatais associadas a ele no valor de 50 milhões de euros.

Ensaio clínico na tentativa de encontrar uma vacina ou tratamento para a epidemia que está a afectar principalmente a América Latina.

Ensaio clínico na tentativa de encontrar uma vacina ou tratamento para a epidemia que está a afectar principalmente a América Latina.

© Mariana Bazo / Reuters

Em nota publicada no seu site, a Organização Munisla de Saúde informa que os recursos serão gastos num plano que fará a mobilização e coordenação de parceiros e especialistas para ajudar os países a melhorarem a vigilância do vírus Zika e dos distúrbios que podem a ele estar ligados.

O plano, denominado Quadro de Resposta Estratégica e Plano de Operações Conjuntas, vai destinar 22,4 milhões de euros à Organização Pan-Americana de Saúde e outros 27,8 milhões de euros para o trabalho de parceiros.

A organização frisou que os recursos sairão de um fundo de contingência de emergência recentemente criado para financiar as suas operações iniciais.

Além disso, a Organização Mundial de Saúde vai emitir informações regulares e orientações sobre as condições congénitas e neurológicas associadas ao Zika, e também sobre questões de segurança para viajantes.

No início do mês, a organização declarou que os casos crescentes de microcefalia associados ao surto do Zika vírus nas Américas é uma emergência de saúde pública de importância internacional.

A Organização Mundial de Saúde prevê uma propagação «explosiva» do Zika no continente americano, com entre três e quatro milhões de casos este ano. No Brasil, há já 1,5 milhões de casos registados.

Lusa

  • Vidas de fogo
    12:04
  • Líder do Daesh abatido durante fuga

    Daesh

    Um líder do Daesh e o assistente foram abatidos pela polícia iraquiana, em Mossul. A notícia é avançada pela agência EFE que esclarece que os dois homens terão sido mortos enquanto fugiam do Oeste para Este da cidade iraquiana através do rio Tigre.