sicnot

Perfil

Vírus Zika

Vírus Zika

Vírus Zika

Organização Mundial de Saúde disponibliza 50 milhões para combater o Zika

A Organização Mundial de Saúde lançou um plano global para orientar a resposta internacional à propagação do vírus Zika e as malformações neonatais associadas a ele no valor de 50 milhões de euros.

Ensaio clínico na tentativa de encontrar uma vacina ou tratamento para a epidemia que está a afectar principalmente a América Latina.

Ensaio clínico na tentativa de encontrar uma vacina ou tratamento para a epidemia que está a afectar principalmente a América Latina.

© Mariana Bazo / Reuters

Em nota publicada no seu site, a Organização Munisla de Saúde informa que os recursos serão gastos num plano que fará a mobilização e coordenação de parceiros e especialistas para ajudar os países a melhorarem a vigilância do vírus Zika e dos distúrbios que podem a ele estar ligados.

O plano, denominado Quadro de Resposta Estratégica e Plano de Operações Conjuntas, vai destinar 22,4 milhões de euros à Organização Pan-Americana de Saúde e outros 27,8 milhões de euros para o trabalho de parceiros.

A organização frisou que os recursos sairão de um fundo de contingência de emergência recentemente criado para financiar as suas operações iniciais.

Além disso, a Organização Mundial de Saúde vai emitir informações regulares e orientações sobre as condições congénitas e neurológicas associadas ao Zika, e também sobre questões de segurança para viajantes.

No início do mês, a organização declarou que os casos crescentes de microcefalia associados ao surto do Zika vírus nas Américas é uma emergência de saúde pública de importância internacional.

A Organização Mundial de Saúde prevê uma propagação «explosiva» do Zika no continente americano, com entre três e quatro milhões de casos este ano. No Brasil, há já 1,5 milhões de casos registados.

Lusa

  • Um retrato devastador do "pior dia do ano"
    2:47
  • Um olhar sobre a tragédia através das redes sociais
    3:22
  • "Estão a gozar com os portugueses, esta abordagem tem de mudar"
    6:45

    Opinião

    José Gomes Ferreira acusa as autoridades e o poder político de continuarem a abordar o problema da origem dos fogos de uma forma que considera errada. Em entrevista, no Primeiro Jornal, o diretor adjunto da SIC, considera que a causa dos fogos "é alguém querer que a floresta arda". José Gomes Ferreira sublinha que não se aprendeu com os erros e que "estão a gozar com os portugueses".

    José Gomes Ferreira

  • "Os portugueses dispensam um chefe de Governo que lhes diz que isto vai acontecer outra vez"
    6:32

    Opinião

    Perante o cenário provocado pelos incêndios, os portugueses querem um chefe de Governo que lhes diga como é que uma tragédia não volta a repetir-se e não, como disse António Costa, que não tem uma fórmula mágica para resolver o problemas dos fogos florestais. A afirmação é de Bernardo Ferrão, da SIC, que questiona ainda a autoridade da ministra da Administração Interna para ir a um centro de operações, uma vez que é contestada por toda a gente.

  • Portugal precisa de "resultados em contra-relógio, após décadas de desordenamento florestal"
    1:18