sicnot

Perfil

Vírus Zika

Vírus Zika

Vírus Zika

Número de casos de microcefalia associados ao vírus Zika aumentou no Brasil

O número de casos de microcefalia em recém-nascidos no Brasil, associado ao vírus Zika, subiu de 1.434 para 1.489 nos últimos sete dias, segundo o relatório semanal divulgado hoje pelo Ministério da Saúde brasileiro.

© Nacho Doce / Reuters

Este valor indica um aumento de 55 casos associados a este vírus, o que representa uma subida de 3,8% na última semana, segundo o boletim sobre a doença publicado hoje pelo ministério.

As autoridades sanitárias investigam outros 3.162 casos possíveis de microcefalia e descartaram já 3.072 notificações, das 7.723 notificações recebidas, porque não se constatou esta malformação nos bebés ou porque esta não foi causada por agentes infecciosos.

Segundo o último boletim epidemiológico do ministério, até ao momento confirmaram-se 223 casos da relação entre a microcefalia e este vírus, enquanto nos restantes casos o vínculo entre a doença e o vírus não foi completamente corroborado.

Apenas o estado de Acre, no norte do país, não registou qualquer caso confirmado até ao momento.

É na Região do Nordeste do Brasil que 88,5% dos casos de microcefalia se concentram, com especial incidência nos estados de Pernambuco e de Bahia, com 358 e 249 casos confirmados, respetivamente.

O vírus do Zika, tal como o dengue e o chikunguña, são transmitidos pelo mosquito "Aedes aegypti", que é comum na região da América Latina e do Caribe.

O Brasil é um dos países mais afetados pelo Zika e onde se notificaram mais casos de microcefalia em recém-nascidos, supostamente relacionados com o vírus.

Esta situação gerou alarme a nível internacional, especialmente por causa da próxima celebração dos Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro, o que poderia facilitar a propagação do vírus a diversos países como consequência do alto número de turistas que o país receberá para o evento.

O governo brasileiro decretou estado de emergência sanitária em novembro do ano passado e a Organização Mundial de Saúde declarou dia 1 de fevereiro uma emergência sanitária de interesse internacional devido à rápida propagação do Zika.

Lusa

  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Mãe do guarda-redes da Chapecoense comove o Brasil
    1:37
  • Dezenas de mortos em bombardeamentos do Daesh em Mossul

    Daesh

    Dezenas de civis, entre os quais várias crianças, morreram e outros ficaram feridos em ataques de morteiro efetuados pelo grupo extremista Daesh em Mossul, disse à agência Efe o vice-comandante das forças antiterroristas iraquianas.

  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.

  • Tribunal chinês iliba jovem executado há 21 anos

    Mundo

    Nie Shubin foi fuzilado em 1995, na altura com 20 anos, depois de ter sido condenado por violação e assassinato de uma mulher, na cidade de Shijiazhuang. Agora, a justiça chinesa vem dizer que, afinal, o jovem era inocente, uma vez que não foram encontradas provas suficientes para o condenar.