sicnot

Perfil

Vírus Zika

Vírus Zika

Vírus Zika

Malásia regista o primeiro caso suspeito de Zika

A Malásia registou hoje o primeiro caso suspeito de Zika numa mulher de 58 anos que as autoridades acreditam ter contraído o vírus em Singapura, onde mais de 100 casos foram confirmados.

A mulher malaia tinha feito uma viagem, no final de agosto, a Singapura, para visitar a sua filha, que já testou positivo ao vírus, segundo um comunicado do Ministério da Saúde malaio.

Depois de regressar a casa, perto da capital Kuala Lumpur, a mulher sentiu-se mal e foi diagnosticada como um caso "suspeito" de Zika, com base num teste de urina. Uma confirmação final está dependente de um teste de sangue.

"Suspeita-se que a fonte da infeção tenha ocorrido em Singapura", diz o comunicado.

Em Singapura, o número de infetados subiu para 115, sendo detetado na quarta-feira à noite o primeiro caso de transmissão a uma grávida.

O Zika é transmitido pelo mosquito 'Aedes aegypti' e causa sintomas parecidos ao dengue.

O vírus pode causar artrite crónica e tem sido ligado a malformações em fetos.

Lusa

  • 105 detidos pela PSP e GNR nas últimas 24 horas

    País

    Só a GNR deteve 64 pessoas em flagrante delito, entre a noite de sexta-feira e o início da manhã deste sábado, a maioria das quais (47) por condução sob o efeito do álcool. A PSP de Lisboa efetuou 41 detenções em 24 horas, dez por tráfico de droga.

  • Videoamador mostra grupo a atar tocha a um touro
    1:33
  • PJ investiga forma como o FC Porto obteve os e-mails
    1:58

    Desporto

    Enquanto o campeonato português de futebol está de férias do relvado, nos bastidores continua uma guerra aberta por causa dos e-mails. O FC Porto entregou à Polícia Judiciária toda a documentação disponível do chamado caso dos e-mails, que envolve o Benfica num alegado esquema de corrupção. O pedido foi feito pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ. A forma como o FC Porto obteve os e-mails também está a ser investigada pela Polícia Judiciária.

  • Manifestantes bloquearam Caracas

    Mundo

    Milhares de pessoas bloquearam esta sexta-feira as ruas de Caracas e de outras cidades, em protesto contra a repressão e o assassinato de manifestantes pelas forças de segurança.