sicnot

Perfil

Vírus Zika

Vírus Zika

Vírus Zika

Procurador-geral do Brasil defende direito ao aborto para grávidas infetadas com Zika

O procurador-geral do Brasil, Rodrigo Janot, defendeu hoje o direito das mulheres a abortar caso tenham contraído o vírus do Zika e perante a possibilidade de os bebés nascerem com microcefalia.

A posição da Procuradoria será analisada pelo Supremo Tribunal Federal, no âmbito de um processo que questiona a constitucionalidade das políticas adotadas pelo Governo brasileiro para responder aos casos das crianças nascidas com microcefalia.

A política pública prevê uma atenção especial e durante vários meses para bebés com malformação cerebral, mas não se pronuncia sobre o possível direito das mulheres a abortar em caso de ter contraído o vírus.

O executivo brasileiro declarou em novembro do ano passado emergência sanitária nacional devido à rápida propagação do Zika em todo o país, em particular pela relação direta e já comprovada entre as mulheres que contraem o vírus nos primeiros meses de gravidez e os casos de microcefalia.

Para Janot, a Associação Nacional de Defensores Públicos, autora do processo contra a constitucionalidade da política pública relativa aos menores com microcefalia, tem razão ao exigir que se respeite o direito das grávidas com Zika a abortar.

"A continuidade forçada da gravidez em caso de existir uma certeza da infeção por vírus do Zika representa, no atual contexto de desenvolvimento científico, um risco para a saúde psíquica da futura mãe", alegou o procurador, no seu parecer.

Segundo Janot, ao obrigá-la a manter a gravidez, nestes casos, a legislação viola o direito fundamental à saúde mental da futura mãe, assim como a garantia constitucional de "uma vida livre de tortura e prejuízos severos evitáveis".

O procurador acrescentou que o direito ao aborto neste tipo de casos pode ser enquadrado nas exceções já previstas por lei -- violação, risco para a saúde da mãe e anencefalia do feto.

Segundo Janot, por analogia, pode ser previsto o direito ao aborto em casos de Zika para proteger a mulher de desnecessários sofrimentos físicos e psíquicos futuros.

O parecer da Procuradoria alega ainda que "a autonomia reprodutiva, o direito à saúde e a integridade física e psíquica são direitos fundamentais das mulheres que são violados pela penalização do aborto" em casos de infeção pelo vírus.

De acordo com as mais recentes estatísticas do Ministério da Saúde brasileiro, desde outubro do ano passado e até 08 de julho passado, foram confirmados no Brasil 6.903 contágios de Zika em mulheres grávidas, registando-se 1.600 casos de bebés com microcefalia.

Segundo as autoridades, as mulheres que contraem o vírus nos primeiros meses de gravidez podem conceber bebés com microcefalia ou com malformações irreversíveis no cérebro, que podem estar associadas a problemas mentais, visuais e auditivos.

Lusa

  • Cerca de 100 mortos e dezenas de desaparecidos após sismo na Indonésia
    1:24
  • As camisolas de Natal da família real britânica

    Mundo

    O espírito natalício invadiu ontem o Museu Madame Tussauds, em Londres. Foram reveladas as novas figuras de cera da família real britânica - cada membro enverga uma camisola de espírito festivo, com cãezinhos "reais" e "gingerbreadmen" de gosto duvidoso.

  • Os dias na Terra estão a ficar mais longos

    Mundo

    Os dias estão a tornar-se mais longos, mas impercetivelmente, porque vão ser precisos 6,7 milhões de anos para aumentarem um minuto, segundo um estudo publicado quarta-feira pela Proceedings A da Royal Society britânica.

  • As novas rotas da TAP em 2017
    1:59

    Economia

    No próximo ano, a TAP vai passar a voar para o Canadá. Além de Toronto, a companhia aérea vai também abrir cinco novas rotas para a Europa e aumentar algumas frequências. Fique a conhecer quais são.

  • Com este vamos arrancar-lhe uma lagriminha!

    Mundo

    Nesta redação, não se vive só de notícias. Também gostamos de nos emocionar com o mundo virtual. Imbuídos pela quadra natalícia, decidimos partilhar este vídeo polaco consigo. O que é preciso para o emocionar? Um tema com uma mensagem simples e que nos faça lembrar que somos todos feitos de carne e osso. Um toque de humor. Um sentimento sazonal, mas nunca em excesso. Um cão [é preciso haver sempre um cão]. Um enredo e algum suspense que nos prenda ao écran. Algo que nos faça engolir em seco. Foi isto que fez um site de vendas online com um anúncio com o título: "Inglês para principiantes". Então? Atingimos o nosso objetivo? Com ou sem lágrima?

  • Leica: a marca lendária entre os fotógrafos
    5:54
    Futuro Hoje

    Futuro Hoje

    3ª FEIRA NO JORNAL DA NOITE

    A Leica, das famosas máquinas fotográficas, abriu na semana passada a primeira loja em Portugal. Grande parte da produção da marca alemã é feita em Lousado, em Vila Nova de Famalicão, há 43 anos.