sicnot

Perfil

Vírus Zika

Vírus Zika

Vírus Zika

Vacina experimental contra o Zika gera imunidade rápida em ratos e macacos

© Mike Segar / Reuters

Uma nova vacina experimental contra o vírus Zika induziu uma resposta imunitária rápida e duradoura, com uma só dose, em ratos e macacos, revela um estudo publicado esta quinta-feira na revista Nature.

Segundo um dos coordenadores do estudo, Drew Weissman, investigador e professor na Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unidos, a vacina "induz um nível de neutralização do vírus cerca de 25 vezes maior, após uma única dose, do que se vê em vacinas padrão", que usam vírus vivos.

Apesar dos resultados promissores, serão necessários mais testes para aferir os efeitos em grávidas e fetos.

Os investigadores pretendem avançar com ensaios clínicos dentro de um ano a ano e meio, adianta a universidade numa nota de imprensa.

A vacina foi criada a partir de um 'mensageiro' modificado para o ácido ribonucleico, que codifica duas proteínas diferentes de uma estirpe do vírus Zika isolada num surto em 2013.

Uma baixa dose de vacina foi injetada em ratos e macacos, que desenvolveram em duas semanas anticorpos contra o vírus.

A imunidade manteve-se quando os animais foram infetados com o vírus. Os ratos e os macacos ficaram protegidos, respetivamente, cinco meses e cinco semanas após a vacinação.

De acordo com os cientistas, a proteção conferida pela vacina deve-se em grande parte à forte estimulação que provoca sobre as chamadas células T auxilaires CD4, que coordenam a imunidade.

Para os investigadores, a vacina apresenta várias possíveis vantagens sobre outras vacinas experimentais: é fácil de administrar e basta apenas uma dose, em pouca quantidade, para dar uma imunidade duradoura a modelos animais, sem causar efeitos secundários.

O vírus Zika, que circula em vários países da América Latina, de África e Ásia e se transmite através da picada de um mosquito, pode causar microcefalia (redução do tamanho da cabeça) nos fetos.

Lusa

  • "A nossa lei tem demasiados buracos"
    0:44

    País

    Rui Cardoso acusa a classe política de não querer resolver os problemas da corrupção em Portugal. Entrevistado na Edição da Noite da SIC Notícias o magistrado do Ministério Público considera que ainda há um longo caminho a percorrer no combate à corrupção.

  • Salah Abdeslam deixa cadeira vazia na leitura da sua sentença
    2:05

    Mundo

    O único suspeito vivo dos ataques de Paris em 2015 foi esta segunda-feira condenado a 20 anos de prisão por um tribunal belga, num processo paralelo: um tiroteio em março de 2016, em Bruxelas. Tanto Salah Abdeslam como o cúmplice não quiseram estar na leitura da sentença. O julgamento de Salah Abdeslam pelos ataques de Paris só deverá acontecer no próximo ano, em França.

  • Beyoncé e a irmã caem e o vídeo torna-se viral

    Cultura

    Beyoncé voltou este fim de semana a subir ao palco do Coachella, depois de ter atuado na primeira semana do festival que decorreu no deserto da Califórnia, nos EUA. A cantora norte-americana voltou a brilhar, mas foi o momento em que caiu no palco com a irmã, Solange, que acabou por se tornar viral.

    SIC

  • Cientistas querem sequenciar genomas de 15 milhões de espécies

    Mundo

    Um consórcio internacional de cientistas, que por enquanto não inclui portugueses, propõe-se sequenciar, catalogar e analisar os genomas (conjuntos de informação genética) de 15 milhões de espécies, uma tarefa que levará dez anos a fazer, foi divulgado esta segunda-feira.