sicnot

Perfil

Vistos Gold

Escutas do caso vistos Gold revelam troca de favores e manipulação de concursos

Escutas do caso vistos Gold revelam troca de favores e manipulação de concursos

O ex-presidente do Instituto dos Registos e Notariado, preso preventivamente no âmbito do processo dos vistos Gold, terá sido ajudado a reocupar o cargo pela antiga secretária-geral da Justiça, também arguida no processo. Maria Antónia Anes fazia parte do júri da comissão que recruta os altos cargos da Administração Pública. De acordo com as escutas do processo, vários concursos terão sido manipulados.

  • Miguel Macedo pediu para ser ouvido pelo Ministério Público sobre os Vistos Gold
    0:30

    País

    O antigo ministro da Administração Interna pediu para ser ouvido no processo dos Vistos Gold. Miguel Macedo é referido como suspeito de favorecer os interesses de alguns dos arguidos. Terá recebido presentes de um empresário chinês e participado em encontros considerados suspeitos. A notícia foi avançada esta semana pelo Jornal i, sobre o processo que levou à demissão o antigo ministro. Ao semanário Expresso, Macedo garantiu que nunca foi contactado sobre o caso, mas está disponível para prestar todos os esclarecimentos.

  • Parabéns! Portugal faz hoje 839 anos

    País

    É dia de cantar os parabéns. Portugal celebra esta quarta-feira 839 anos, depois de a 23 de maio de 1179 o Papa Alexandre III ter emitido a bula "Manifestis Probatum" onde reconhece o território como reino independente.

    SIC

  • Cachalote-pigmeu morreu pouco tempo depois de dar à costa em Lisboa
    1:13
  • Presidente da República apoia reforma "quanto antes" do Tribunal de Contas
    1:13

    País

    O Presidente da República defendeu esta manhã uma reforma do Tribunal de Contas para que se adeque a lei que prevê o controlo das entidades públicas. Para Marcelo Rebelo de Sousa, se a lei der melhores meios de controlo e for de mais rápida aplicação, vai dissuadir casos de má gestão de dinheiros públicos que acabam por resultar em crimes.

  • PSD compara SNS a um "cenário de guerra", Centeno desdramatiza
    2:44

    Economia

    O ministro das Finanças esteve esta amanhã no Parlamento e voltou a não comprometer-se com aumentos salariais na função pública no próximo ano. Deu mesmo a entender que a medida não é prioritária. A discussão passou também pelo Serviço Nacional de Saúde. Centeno desdramatizou as carências mas o PSD comparou o que s passa a um cenário de guerra.